Reportagem: Os novos hotéis que se seguem no panorama nacional

Reportagem: Os novos hotéis que se seguem no panorama nacional

Categoria Alojamento, Business

Portugal continua a aumentar a sua oferta hoteleira e, a cada ano que passa, surgem novos projetos que procuram,de alguma forma, ser diferenciadores e conquistar a sua posição no mercado. Fique a saber quais os hotéis que se seguem no panorama nacional e onde vão nascer. 

A cidade de Lisboa continua a ter espaço para aumentar a sua oferta hoteleira e os grupos contactados pela Ambitur confirmaram o nascimento de mais novos hotéis na capital. A Hoti Hotéis, por exemplo, tem planeada uma unidade hoteleira no Centro Cultural de Belém (CCB), ainda sem avançar mais pormenores.

Torcato Faria

Já o Grupo B&B Hotels, tem em construção o B&B Hotel Lisbon Airport, um investimento de 7,8 milhões de euros que deverá estar concluído em 2021. Trata-se de um Bed & Breakfast de três estrelas, com 188 quartos, cujo projeto tem a assinatura do arquiteto Fernando Rocha, da Urbis, e está a ser construído pela Casais. Mas a cadeia hoteleira, ainda recente em Portugal mas que conta já com três unidades em funcionamento (Braga, Cantanhede e Felgueiras), não se ficará por aqui e, segundo Torcato Faria, country manager da B&B Portugal, tem em fase de licenciamento mais algumas unidades, perfazendo um total de aproximadamente 20 novos hotéis da marca no nosso país.

B&B Hotel Lisbon Airport

Na zona da Grande Lisboa, estão já previstos o B&B Hotel Oeiras e o B&B Hotel Sintra, cuja construção deverá avançar até ao final deste ano. Não muito longe de Lisboa, foi já lançada a primeira pedra do B&B Montijo Hotel, mais um Bed & Breakfast de três estrelas que implica um investimento de 5,5 milhões de euros e surge no centro desta cidade, com 112 quartos distribuídos por quatro pisos, devendo estar terminado até ao final de 2020.

“Toda a estratégia está a ser delineada de acordo com as características do mercado, procurando sempre optar por localizações que permitam uma construção rápida, compacta e de muito boa qualidade”, explica o responsável, à Ambitur.

Guillermo Fernandez

O objetivo da B&B Hotels é oferecer espaços acolhedores, funcionais, atrativos e acessíveis, com um design simples e moderno. Torcato Faria acrescenta que com isso se pretende atrair “clientes «smart» e «econochic» que procuram a funcionalidade, simplicidade e modernidade em detrimento do luxo”.

The Independente Collective

Em Lisboa também abrirá portas, em maio de 2020, o primeiro hotel do grupo The Independente Collective, que resulta de um projeto de reabilitação de um edifício na esquina da Rua de São Paulo, em frente ao Elevador da Bica. Diz-nos Guillermo Fernandez, diretor de operações Lisboa e Sul do grupo, que a unidade, com 50 quartos, apresentará um “conceito pouco ortodoxo e muito particular, diria até que será uma certa provocação ao mundo da hotelaria”.

O objetivo é que esta unidade “seja um espaço onde locais e viajantes se sintam em casa”, refere, e não hesita em afirmar que “esta capacidade de juntar diferentes públicos com a mesma paixão por viajar e por celebrar uma cidade é o que nos diferencia”. Guillermo Fernandez admite que este projeto irá “aumentar a nossa proposta de valor enquanto grupo turístico”.

Hyatt Regency Lisboa

Por fim, em Belém, surgirá no início de 2021 o Hyatt Regency Lisboa, pelas mãos da United Investment Portugal (UIP). Trata-se da estreia da marca em Portugal com um projeto de cinco estrelas superior que combina quartos de hotel com apartamentos de luxo. Num edifício de quatro pisos, em forma de «U», virado para o rio Tejo, nascerão cerca de 200 unidades de alojamento com tipologias desde o T0 ao T3. O projeto conta ainda com um restaurante, rooftop, piscina, ginásio, parque de estacionamento privativo, salas de reunião e um Spa state-of-the-art. De acordo com Carlos Leal, diretor geral da UIP, o investimento ronda os 70 milhões de euros e, “para além do empreendimento em si, o projeto inclui a renovação da praça do Centro de Congressos de Lisboa e a construção de um jardim público ao lado da propriedade”.

Ingrid Koeck

Porto e Norte de Portugal ganham novas unidades
A região do Porto e do Norte de Portugal também já está na mira dos investidores hoteleiros e são vários os projetos já em andamento ou planeados. Na Invicta nascerá, até ao final deste ano, o Torel Palace Porto, “o primeiro verdadeiro boutique hotel de cinco estrelas na cidade do Porto”, frisa Ingrid Koeck, sócia responsável pela comunicação do grupo Torel Boutiques. Com apenas 24 quartos e suites, a unidade resulta da remodelação total do antigo Palacete Campos Navarro, preservando a sua identidade e beleza. “Conhecidos pelos conceitos de hotéis orientados pela narrativa, também escolhemos um conceito único para esta unidade: como é um dos palácios mais impressionantes do Porto e reflete a história de Portugal e da cidade, optámos por dedicar essa beleza adormecida aos poetas e escritores portugueses”, explica Ingrid Koeck. Ou seja, cada quarto e suite tem o nome de um escritor e o restaurante Blind, que conta com a assinatura do Chef Vitor Matos, “é uma prova do grande José Saramago e do seu trabalho «Ensaio sobre a Cegueira»”, acrescenta. O hotel terá ainda o SkinLife Wellness Spa by Torel Boutiques.

Torel Palace Porto

A responsável confirma que a filosofia da cadeia é “atrair clientes que procuram uma experiência, não apenas um quarto” e, por isso, “todos os nossos estabelecimentos proporcionam conforto e requinte, acolhendo os hóspedes de uma maneira muito pessoal e oferecendo um serviço muito atencioso”.

O grupo Torel Boutiques tem ainda em projeto e obra mais três unidades hoteleiras de cinco estrelas no Porto.

Carlos Leal

E a provar que o mercado da capital nortenha está a fervilhar, também a UIP irá estrear a marca YOTEL em Portugal com a abertura do YOTEL Porto. Com abertura prevista para janeiro de 2020, esta marca foi buscar inspiração à luxuosa primeira classe da aviação e, com um design descomprometido, “junta elementos essenciais dos hotéis de luxo a uma escala mais pequena, em espaços mais inteligentes, oferecendo um ambiente de comunidade, com áreas de coworking, convívio e exercício”, esclarece Carlos Leal, diretor geral da UIP. Num investimento de 30 milhões de euros, o YOTEL Porto promove um conceito tecnológico inovador onde os hóspedes têm total autonomia e controlo sobre o check-in e check-out, através de uma app e de quiosques de auto-atendimento de fácil acesso. A unidade terá 153 quartos equipados com SmartBed, bem como um Sky Bar e um terraço no rooftop com vista sobre a cidade, acessível não só a hóspedes como a todos os visitantes, além de ginásio aberto 24 horas por dia. Carlos Leal não hesita em afirmar que este é um hotel dirigido a “viajantes modernos que valorizam o destino, a tecnologia de ponta e a acessibilidade”.

Por sua vez, o Grupo B&B Hotels aposta igualmente no norte do país, tendo já em construção o B&B Exponor & Airport, e estando prestes a arrancar com as obras do B&B Hotel Porto Gaia. Também Santo Tirso e Famalicão serão dois dos próximos destinos da marca em Portugal que, tem ainda nos seus planos, avançar com a construção de mais unidades em Matosinhos, Viseu e Viana do Castelo.

Manuel Proença e Miguel Proença

E a Hoti Hotéis, que pretende continuar a investir na construção de novas unidades, também escolheu Viana do Castelo e Famalicão para os seus próximos investimentos, com a marca Meliá. São dois hotéis com características muito semelhantes em capacidade e estrutura, beneficiando ambos de centro de congressos, piscina interior, e direcionando-se “para o segmento corporate, com uma vertente de lazer menos acentuada, muito pela localização onde se inserem e pelas excelentes condições que oferecem no segmento MICE, como os centros de congressos com grande capacidade e salas de reunião bem equipadas”, explica Miguel Proença, CEO da Hoti Hotéis. Planeado está também já um projeto de grande dimensão na Avenida da Boavista, no Porto, o Meliá Boavista, e um segundo hotel no centro da cidade de Braga, estando o grupo em discussões para mais uma unidade na cidade de Aveiro.

Francisco Moser

Destino: Alentejo
No Alentejo, a Ambitur falou com dois grupos que se preparam para abrir novas unidades. A 20 quilómetros de Évora, a DHM irá abrir, em maio/junho de 2020, o Hotel Perdiganito. Num herdade que se estende por 12 hectares, a nova unidade contará com um total de 77 unidades de alojamento, entre 57 quartos do hotel e 20 villas. Trata-se, segundo Francisco Moser, managing director da DHM, de um “conceito virado para famílias, eventos e bem-estar”, que contará com um Restaurante à Terra, Spa, salas de conferências e uma Animal Farm onde não faltarão animais, um pomar, horta e celeiro.

Vila Galé Serra da Estrela

No distrito de Portalegre, integrado na Coudelaria de Alter do Chão, nascerá o novo Vila Galé Collection Alter Real no segundo semestre de 2020. É o segundo projeto ganho pela cadeia hoteleira no âmbito do programa Revive, e resulta da reconversão de algumas partes já existentes – a casa de campo, as antigas cavalariças, o edifício  administrativo e as antigas pocilgas – para dar origem a um hotel de quatro estrelas dedicado à temática equestre. O investimento atinge os 8,5 milhões de euros e, segundo fonte oficial do grupo, contará com 76 quartos, Spa com piscina interior aquecida, restaurante de gastronomia regional, bar, três piscinas exteriores, biblioteca e enoteca. A falcoaria será ainda recuperada.

Na região Centro, a Vila Galé abrirá ainda, no primeiro trimestre de 2020, o seu primeiro hotel de montanha, em Manteigas. O Vila Galé Serra da Estrela contará com 91 quartos, piscina exterior aquecida, restaurante, lobby bar, Spa, salão de eventos e estacionamento, num investimento previsto de nove milhões de euros. E no Brasil, no segundo trimestre do próximo ano, será a vez do Vila Galé Paulista, na zona da Bela Cintra, com 110 quartos.

Novos hotéis
B&B Hotel Lisbon Airport, Lisboa
• B&B Exponor & Airport, Porto
• B&B Montijo Hotel, Montijo
• B&B Hotel Oeiras
• B&B Hotel Sintra
• B&B Hotel Porto Gaia
• B&B Hotel Famalicão
• B&B Hotel Santo Tirso
• Hotel Perdiganito, Évora (DHM)
• 1º hotel The Independente Collective, Lisboa
• Torel Palace Porto, Porto
• Hyatt Regency Lisboa (UIP)
• YOTEL Porto (UIP)
• Vila Galé Serra da Estrela (Manteigas)
• Vila Galé Collection Alter Real (Portalegre)
• Vila Galé Paulista (São Paulo, Brasil)

Inês Gromicho, publicado na edição 325 da Ambitur. Foto Superior: Hotel Perdiganito, DHM