Reportagem: Pestana aposta na criação contínua de novos produtos e conceitos adequados às diferentes gerações

Reportagem: Pestana aposta na criação contínua de novos produtos e conceitos adequados às diferentes gerações

A Ambitur.pt irá publicar, ao longo das próximas semanas, o resultado de conversas com 25 empresários e profissionais das mais variadas áreas do Turismo, da hotelaria a rent-a-cars, da aviação à distribuição, contando ainda com algumas análises de professores e investigadores. O foco desta reportagem foram os Recursos Humanos, a importância da Formação, a integração das Tecnologias e os desafios que se colocam ao setor. Poderá ler o trabalho na íntegra na edição 328/Março da Ambitur.

Num setor “fortemente impactado pela transformação digital”,  Verónica Franco, membro com os pelouros de Recursos Humanos, Business Intelligence e Inovação da Comissão Executiva do Pestana Hotel Group, não tem dúvidas da necessidade de “antecipação e acompanhamento das tendências em todas as vertentes”. 

Para esta responsável, o modelo de negócio já sofreu “uma alteração significativa: há “novos canais de venda online, plataformas digitais, sites e inúmeras apps”, explica. Por isso mesmo, é necessário uma nova forma de atuar no mercado. A gestora considera ser necessária uma “criação contínua de novos produtos e conceitos adequados às diferentes gerações” e, aplicando esta ideia ao Grupo Pestana, a introdução de “novas formas de distribuição e promoção dos nossos mais de 100 hotéis”. 

A introdução da tecnologia é, desta forma, “uma clara oportunidade para os profissionais se desenvolverem nas áreas de e-commerce, Revenue Management e Bussiness Intelligence”, considera Verónica Franco, sustentando esta ideia com o facto de a tecnologia permitir uma “melhor adequação da oferta” e uma “monitorização permanente da satisfação do cliente”, além de permitir ao grupo a “tomada de decisões de forma informada, direcionada e ágil”. 

O Grupo Pestana Hotel tem feito o seu caminho, apostando nas novas tecnologias e com “investimentos significativos em ferramentas de ponta que existem num número muito reduzido de empresas em Portugal”. 

Para este ano, uma das grandes prioridades do grupo é o lançamento da app Pestana: “Permitirá continuar a estreitar a relação com os nossos clientes”, diz a responsável da Comissão Executiva da cadeia. Sendo certo que a tecnologia já alterou o setor, Verónica Franco considera também que este é o ponto de viragem. 

As alterações do modelo de negócio e o enfoque na inovação tornam o setor “mais apelativo” para os jovens, conseguindo atrair ainda mais pessoas para a hotelaria: “Os novos modelos de negócio implicam recrutar colaboradores que, até há pouco tempo, não equacionavam o Turismo ou a Hotelaria como uma das saídas profissionais possíveis ou desejáveis”. 

Estes novos colaboradores terão “habilitações em sistemas de informação, e-commerce, data analysts ou matemáticos”, além de terem “uma responsabilidade acrescida ao nível da sustentabilidade social e ambiental”. 

À procura destes novos colaboradores, o grupo tem desempenhado o seu papel, promovendo programas de estágios e projetos com várias universidades para divulgar estas novas áreas. “A recetividade tem sido muito positiva”, sublinha. Para Verónica Franco, os “novos produtos” e “conceitos hoteleiros” que têm surgido no mercado assumem um grande peso na forma como o turismo tem conseguido ser um setor mais atrativo para as gerações mais novas que “apreciam ambientes mais informais”. Também a “alteração do modelo de negócio”, a “transformação digital” ou a “necessidade de inovação” são questões que “contribuem para que este setor seja mais apelativo para os jovens”, acrescenta.

“Competências comportamentais são a chave para o sucesso”

Relativamente aos recursos humanos, a responsável indica que são uma prioridade para o grupo que está “empenhado” na sua valorização, nomeadamente nas “funções tradicionais” da hotelaria que “continuam a ser o centro da nossa atividade”, assim como no “reforço” e “aposta” na captação, formação e retenção de novos talentos. 

Neste sentido, Verónica Franco afirma que o grupo mantém o “empenho na integração e valorização” dos quadros, a quem proporcionam “formação permanente de acordo com as suas funções e necessidades”. O “Growing Together” é um dos programas que faz parte do grupo e que permite “identificar e promover a formação de talentos”, através de um “programa completo de imersão em múltiplas áreas, em geografias distintas, oferecendo ao colaborador uma visão 360º do negócio”. A responsável acrescenta ainda que outros programas do grupo “permitem aos nossos profissionais ter experiências internacionais”, fomentando assim a “partilha de experiências interna entre várias regiões”. 

O Pestana Hotel Group promove uma “cultura de inovação permanente” que envolve todos os profissionais, de forma a que “se sintam valorizados e livres para dar a sua opinião”. Embora o “comportamento técnico” seja importante para a atividade hoteleira, Verónica Franco considera que as “competências comportamentais” são a chave para o “sucesso e correta integração dos profissionais”. Assim sendo, esta responsável afirma ser “fundamental” que os profissionais “sintam paixão por aquilo que fazem” e que “acreditem que existem inúmeras oportunidades para desenvolver uma carreira de sucesso na hotelaria”.

Cristiana Macedo