Royal Caribbean: Destinos exclusivos, inovação e expansão da frota são as apostas

Royal Caribbean: Destinos exclusivos, inovação e expansão da frota são as apostas

Categoria Business, Transportes

Melhorar a experiência dos hóspedes que elegem a Royal Caribbean International para fazer um cruzeiro é o grande objetivo da companhia, representada em Portugal pela Melair Cruzeiros.

São três os pilares da forte aposta da Royal Caribbean International no sentido de melhorar ainda mais a experiência dos seus hóspedes: oferecer destinos exclusivos, inovações surpreendentes e expandir a atual frota. A companhia de cruzeiros, representada em Portugal pela Melair Cruzeiros, destinou milhões de dólares a esta missão.

No âmbito do compromisso da Royal Caribbean em disponibilizar novos destinos, o ano de 2019 assistirá ao lançamento da Perfect Day Island Collection, um conjunto de ilhas privadas exclusivas em todo o mundo. E o primeiro destino privado desta coleção – “PerfectDay em CocoCay” – deverá estrear-se já em maio. A proposta resulta da transformação desta ilha privada detida pela companhia nas Bahamas com vista a torná-la num destino familiar de excelência na região.

A “nova” ilha está a sofrer uma transformação total de forma a que, quando os primeiros passageiros ali desembarcarem, possam deparar-se com um sem número de atrações como o Parque Aquático Thrill – o maior parque aquático das Caraíbas, onde se encontra um dos maiores escorregas de água do mundo, o Lagoon Oasis – a maior piscina de água doce da região, um slide de 487 metros que será o ponto mais alto das Caraíbas e, ainda, o balão de hélio “Up, Up and Away”. Os turistas poderão ainda conhecer as Chill Islands, duas praias de águas cristalinas e areia com camas para relaxar, bem como o exclusivo Coco Beach Club, onde se encontram as primeiras cabanas sobre a água das Bahamas. As partidas dos navios da Royal Caribbean serão feitas a partir de Nova Iorque, Maryland e Flórida.

Novos e renovados navios no horizonte
No plano de investimentos integra-se também o programa Royal Amplified, ascendendo a cerca de 900 milhões de dólares (728 milhões de euros). Através deste programa, a Royal Caribbean prevê remodelar parte da sua atual frota com o objetivo de oferecer aos passageiros experiências novas e inovadoras a bordo. Na verdade, o programa nasceu a partir de um estudo baseado nas preferências dos passageiros e da experiência da tripulação, e permitirá reinventar e expandir os decks dos navios – com mais propostas de aventura, piscinas familiares originais, novas opções de lazer como o Sky Pad de realidade virtual -, diversificar a oferta gastronómica e propor novos conceitos de animação noturna.

Mas nem só de renovações vive a companhia que, em 2018, estreou o Symphony of the Seas, o qual após uma temporada no Mediterrâneo, seguiu para as Caraíbas, onde se encontra a fazer itinerários de sete noites (com escala na nova ilha privada CocoCay). O ano que agora começa também assistirá à inauguração de mais um navio, desta vez o Spectrum of the Seas, o primeiro da classe Quantum Ultra. E, no próximo ano, será a vez do segundo navio desta classe. A nova classe foi desenhada especificamente para os clientes das regiões da China e Ásia-Pacífico e representará um “salto gigante” no que diz respeito ao conceito de navios de cruzeiro e da experiência a bordo, garante a companhia. Com capacidade para 4.246 passageiros e 1.551 tripulantes, o Spectrum of the Seas contará com uma decoração, gastronomia e atividades concebidas para o mercado asiático, apostando nas novas tecnologias e experiências inovadoras, como realidade virtual, espetáculos digitais ou bungee trampolim. Também o entretenimento irá marcar pontos, com a North Star já presente na classe Quantum, que eleva os hóspedes a uma altura de 91 metros acima do nível do mar, entre outras atrações como simuladores de skydive e surf. E no alojamento a novidade passa pelo nascimento de uma área exclusiva para suites, entre os decks 13 e 16, bem como as Ultimate Family Suites, com dois pisos e capazes de acolher até 11 pessoas.

Em 2021, a companhia irá inaugurar o quinto navio da classe Oasis e, em 2022 e 2024, chegarão mais dois navios da nova classe Icon, movidos a gás natural.

Este artigo foi publicado na edição 317 da Ambitur.