Rui Moreira: Novos voos da TAP para o Porto não são “prenda” mas a correção de um “erro”

Rui Moreira: Novos voos da TAP para o Porto não são “prenda” mas a correção de um “erro”

Categoria Business, Transportes

O presidente da Câmara do Porto recusou hoje que os novos voos da TAP para a região sejam “uma prenda para a cidade”, sugerindo que a transportadora quis uma “corrigir o erro” do cancelamento de rotas em 2016. “Acho que o presidente da TAP deveria explicar se esta é uma decisão comercial, e então terá de assumir que errou quando pararam essas rotas, nomeadamente as de Milão e Barcelona. Se errou, corrigiu o tiro, tudo bem, mas deve assumir que não é uma prenda, é corrigir o erro. É uma prenda para ele próprio. Ou então é por razões de serviço público”, afirmou Rui Moreira, citado pela Lusa.

O autarca reagiu assim às perguntas dos jornalistas sobre as declarações do presidente da TAP, Fernando Pinto, que na terça-feira classificou como “uma prenda de Natal” os quatro novos voos anunciados para o Porto em 2018 (para Barcelona e Milão, dois dos destinos cancelados em 2016, e para Londres e Ponta Delgada, nos Açores). Para Rui Moreira, Fernando Pinto devia explicar se a decisão é “comercial” e, nesse caso, “terá de assumir que errou” quando suspendeu essas rotas ou se “é por razões de serviço público”.

“Se é por razões de serviço público, então ele deve dizer que a TAP deve prestar serviço público porque o Estado é acionista maioritário da empresa e o interesse público deve-se sobrepor nesta matéria a questões de interesse comercial”, frisou o independente que lidera a Câmara do Porto. “Mas isso terão de lhe perguntar”, acrescentou.

Moreira admitiu ter ficado “satisfeito” com o anúncio de novas rotas a partir do aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, frisando ser “muito importante para a cidade e para a região”. “Passamos a ter, principalmente com [o voo de e para] Milão (Malpensa), um destino importante, não apenas para a nossa comunidade de negócios, mas para muitos emigrantes que vivem em zonas da Suíça mais bem servidas por esse aeroporto e que passarão a poder recorrer a dois voos diários”, notou o autarca.

A TAP anunciou a 18 de janeiro de 2016 que ia suspender, a partir de 27 de março, quatro “rotas deficitárias” do Porto para diferentes cidades europeias: Barcelona, Bruxelas (Bélgica), Milão e Roma (Itália). Desde dezembro de 2015 que Rui Moreira alertava que a TAP pretendia acabar com os voos de longo curso a partir do aeroporto Francisco Sá Carneiro, alertando que, nesse caso, a região “pode abandonar” a transportadora. “Se pretendem abandonar a cidade do Porto e o aeroporto Francisco Sá Carneiro, então nós também poderemos abandonar a TAP”, avisou Rui Moreira na ocasião.