Seixal: O município convidado da BTL representa uma “nova centralidade turística”

Seixal: O município convidado da BTL representa uma “nova centralidade turística”

Categoria Agenda, Inside

O município convidado da 31.ª edição da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa poderia dispensar apresentações mas visto representar uma “nova centralidade turística”, com muitos projetos de investimento entre mãos, afirma-se “moderno e cosmopolita”: o Seixal.

O presidente da Câmara Municipal do Seixal, Joaquim Santos afirma que “agora surge uma nova centralidade turística que é o Seixal e que, de facto, todas as semanas, todos os meses, nos últimos anos tem vindo a crescer.” Contudo, o autarca garante que “não queremos massificação. Queremos qualificação e diferenciação”, preservando e promovendo os recursos naturais do município.

Já Fátima Vila Maior, diretora de área de feiras da FIL e responsável da BTL, reflete que a escolha do Seixal para município convidado “premeia o esforço de reconversão e excelente trabalho desenvolvido pelo município na promoção da sua identidade histórica e cultural ao mesmo tempo que apresenta uma região moderna e literalmente voltada ao rio”.

Investimento no Seixal 

O Seixal, distrito de Setúbal, fica a aproximadamente 25 km, 30 minutos, de Lisboa contando com boas acessibilidades até à capital. A sua baía única, integrada no estuário do Tejo, tem um conjunto de projetos a desenvolver relacionados com atividades náuticas mas não só. Assim, apresenta “todas as condições para se assumir como um destino turístico na região da grande Lisboa”.

Entre os projetos de investimento do Seixal, destaca-se o Hotel Mundet que será apresentado no primeiro dia da BTL. “A Mundet foi a maior fábrica de cortiça do mundo”, explica Joaquim Santos, e após um processo de hasta pública, em 2008, ganhou o projeto “que mantém parte da fachada da fábrica mas avança com um novo conceito muito interessante, ligado à cultura e à arte”, revela. Este será um hotel de quatro a cinco estrelas, num investimento de mais de 7,5 milhões de euros.

Outros investimentos serão feitos na Quinta da Fidalga, para a sua requalificação como hotel ou alojamento turístico; no Porto de Recreio e Hotel do Seixal; na Quinta da Trindade, para a reconversão em hotel; no Eco-resort do Seixal, na recuperação do Moinho dos Paulistas, para uso turístico e gastronómico; no novo Estádio Municipal da Medideira, com Hotel e Porto de Recreio da Amora e no prolongamento do passeio ribeirinho da Amora, se possível, até ao Barreiro.

Rita Inácio