Serras do Alentejo: A Arte na vinha

Serras do Alentejo: A Arte na vinha

O ano de 2015 foi crucial para a divulgação dos vinhos da região demarcada de Reguengos de Monsaraz, a Cidade Europeia do Vinho que trouxe visualização aos produtores da região. No final, a autarquia viu aqui uma janela de oportunidade e criou a marca Reguengos de Monsaraz – Capital dos Vinhos de Portugal para desenvolver uma campanha internacional de promoção do território e as potencialidades turísticas do concelho.

Com a participação de diversas feiras nacionais e internacionais, a solicitação de visitas à adega e à propriedade aumentaram, colocando assim a necessidade de desenvolver o enoturismo, aproximando o consumidor ao meio do vinho e da vinha, tornando este relacionamento mais personalizado e familiar.

Beneficiando de uma topografia ondulante e um microclima singular, as Serras do Alentejo decidiram assim oferecer experiências únicas diferenciadas da oferta já existente. Propõe arte na vinha que consiste em exposições de escultura e pintura na vinha, artesãos a criar ao vivo no local, arte na cozinha em comunhão com o vinho, música, cinema e poesia ao luar, ou simplesmente fazer uma prova em plena harmonia com a natureza, podendo assistir a um fantástico pôr-do-sol ou ver Monsaraz na linha do horizonte.

O espaço físico é uma construção ecológica em madeira, revestida a cortiça e implantada na zona mais alta da propriedade oferecendo uma visão única e uma sensação de suspensão sobre a vinha. A chegada dos visitantes é feita por um passadiço de madeira que oferece uma zona de estar para que possam usufruir e sentir a paisagem e os seus aromas.

Contactos: www.serrasdoalentejo.com/ geral@serrasdoalentejo.com/ hugogomes@serrasdoalentejo.com/ +351 916 015 661

Este artigo foi publicado na edição 328 da Ambitur.