SET prevê retoma dos turistas internacionais no 3º trimestre de 2021

SET prevê retoma dos turistas internacionais no 3º trimestre de 2021

Categoria Advisor, Política

O setor do turismo deverá perder 60 mil postos de trabalho este ano devido ao impacto da Covid-19 e, segundo afirma Rita Marques, secretária de Estado do Turismo, em entrevista à Reuters, a recuperação ainda vem longe.

A responsável adiantou ainda que algumas das regiões do país devem diversificar a sua economia dependente do turismo após a pandemia.

E afirma prever uma retoma dos turistas internacionais no terceiro trimestre de 2021, dependendo do sucesso da vacina, mas que poderá demorar até 2023 para que esses números voltem aos níveis recorde pré-pandemia. Recorde-se que, em 2019, Portugal recebeu mais de 16,4 milhões de turistas estrangeiros.

“Sabemos que será difícil, que levará algum tempo”, confirmou Rita Marques, acrescentando que Portugal procurará estar entre os primeiros a beneficiar quando as pessoas puderem voltar a viajar livremente.

A governante acredita que o turismo, que foi fundamental para a recuperação de Portugal da crise de 2010, irá ajudar o país a recuperar da pandemia. Mas não deixa de dizer que algumas regiões dependem demasiado do turismo, pedindo que se desenvolvam outros setores e que a sua competitividade internacional aumente.

Regiões como o Algarve estão entre as mais afetadas. Nesta região, a indústria do turismo está não só a sofrer com o impacto económico da pandemia, que elevou o número de desempregados a subir 134% para 24.088 no mês passado, mas também com as preocupações acerca das implicações do Brexit. Rita Marques defende ser crucial desenvolver outros setores mas também atrair mais turistas de outros mercados para o Algarve.

“Precisamos de diversificar… mas mas vamos trabalhar para garantir que o Algarve continua a receber todos os britânicos – independentemente do que acontecer com o Brexit”, esclareceu a responsável à Reuters.