SITH investe 150 mil euros no “rebranding” do Mercure Lisboa Almada

SITH investe 150 mil euros no “rebranding” do Mercure Lisboa Almada

Categoria Alojamento, Business

O antigo Lisboa Almada Hotel, propriedade da Sociedade de Investimentos Turísticos e Hoteleiros (SITH), abrirá no próximo dia 15 de Julho, oficialmente, sob a marca Mercure. Dado que o hotel, que foi construído em 2010 e contou com um investimento de nove milhões de euros, “está dentro dos standards da Mercure” não serão feitas intervenções significativas.
Conforme explicou Soel Ibrahim, gestor do quatro estrelas, à margem de um encontro com jornalistas que decorreu, ontem, nesta unidade, os proprietários irão investir no rebranding da unidade cerca de 150 mil euros que “deverão ter retorno entre 5 e 8 anos”. “Neste momento, as perspectivas são muito boas, mas estamos dependentes do que possa acontecer”, tanto em Portugal, como no mundo, afirmou.

Em 2014, a taxa de ocupação média desta unidade foi de 77 % e o RevPar rondou os 50 euros. O objectivo é, segundo Soel Ibrahim, aumentar ambos os indicadores com a entrada da nova marca.

Na mesma ocasião, Altaf Siddic, proprietário da unidade e do SITH (na foto), que também tem no seu portfólio o Mercure Lisboa, mostrou-se satisfeito com o acordo de franquia estabelecido com “uma das mais conceituadas marcas da Europa e do mundo”. “Atingindo um determinado patamar e a nos mantermos independentes numa grande capital, admitimos que, num futuro próximo, nos depararíamos com as consequências da complexidade dos grandes players. Por outro lado, a necessidade de chegarmos a clientes internacionais tornou imperativo que nos associássemos a uma marca cuja experiência e estratégia de comunicação nos canais digitais fosse sólida. Foi assim que depois de alguns contactos concluímos que seria esta a opção certa”, explicou o responsável.