STP Airways: São Tomé e Lisboa voltam a ter ligações diretas

STP Airways: São Tomé e Lisboa voltam a ter ligações diretas

Categoria Business, Transportes

A companhia nacional de bandeira STP Airways (STP) de São Tomé e Príncipe vai retomar, no próximo dia 3 de julho, as ligações diretas entre São Tomé e Príncipe e Lisboa em voos operados pela euroAtlantic airways em regime de code-share e com uma frequência semanal, às sextas feiras. A companhia portuguesa é acionista e gestora da companhia nacional são-tomense.

Em comunicado, a STP indica que a retoma das ligações diretas entre os dois países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), paralisadas pela pandemia do COVID-19, visa “apoiar o Governo de São Tomé Príncipe” nas ações de desconfinamento faseado da população e o recomeço das atividades económicas.

O “Arquipélago Paradisíaco/Cartão Postal do Golfo da Guiné” era visto, no início deste ano, como um “destino obrigatório a não perder em 2020”. Com a retoma das ligações diretas a Portugal, além das atividades económicas e sociais, o país espera, no segmento do Turismo sustentável, o “regresso dos visitantes”, algo “nuclear para a captação de divisas”, diz a companhia no mesmo comunicado.

Os voos da STP vão ainda permitir alargar a “procura de São Tomé e da ilha do Príncipe” pelo turismo, que permitia acelerar o consumo, a venda de artesanato, a divulgação da produção do cacau natural das ilhas africanas do Equador, os aromáticos grãos e lotes de cafés das roças, entre outros.

À semelhança dos voos regulares da euroAtlantic para a Guiné-Bissau, a STP, em voos intercontinentais, oferece um benefício extraordinário em voos de e para África. Os passageiros têm uma poupança extraordinária, podendo transportar duas malas de porão com 30 quilos de bagagem, além de uma peça com 5 quilos na cabine (total 65 quilos).

A STP Airways alerta que os passageiros a partir dos quatro anos são obrigados a apresentar um teste Covid-19 realizado 72h antes da partida e à utilização de máscara durante o voo, devendo possuir um stock que lhes permita a mudança ao fim de quatro horas. Na chegada a São Tomé, estão sujeitos a uma triagem térmica. O estado de São Tomé e Príncipe, com o apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS), está a ser um “notável exemplo nos controlos de fronteira e no combate a pandemia”, garante a companhia.

O voo entre Lisboa e São Tomé tem partida prevista às 06h e cm chegada prevista às 10h50. Já o voo em sentido inverso tem partida prevista às 13h25 e chegada às 20h35 (horários locais).