Sugestão Ambitur: Artvilla

Sugestão Ambitur: Artvilla

Há quatro anos Maria do Céu Carvalho decidiu recuperar uns edifícios abandonados que estavam na família há alguns anos e, com o objetivo de promover o turismo na zona da Serra de Montejunto, considerada a varanda da Estremadura, abriu a Artvilla. A tranquilidade da vida no campo e no meio da natureza, “num ambiente de rara qualidade, requinte e quietude”, permite que os hóspedes desfrutem do “mais completo isolamento ou abstração”. Nesta unidade, o moinho foi transformado num apartamento duplex; os dois estúdios dão pelo nome de Padarias e foram, em tempos, armazéns agrícolas; e na adega encontramos hoje um loft. Na chamada Casa do Forno nasceram mais quartos e é aqui que o pequeno-almoço é servido, à beira da lareira. Ao todo são nove unidades de alojamento, um pátio interior e uma piscina exterior. “É um local de eleição para quem procura a paz da Serra e o ar puro do campo”, garante a proprietária.