TAAG quer voar para mais três capitais depois de sair da “lista negra” europeia

TAAG quer voar para mais três capitais depois de sair da “lista negra” europeia

Categoria Business, Transportes

A transportadora aérea TAAG pretende voar de Luanda para mais três cidades da Europa, além de Lisboa e Porto, dentro de alguns anos, admitiu o presidente da companhia estatal angolana, Peter Hill. Na mira da TAAG estão destinos como Paris, Londres ou Frankfurt, disse o administrador, numa entrevista ao site especializado Air Transport World (ATW), na sequência do anúncio feito pela companhia, a 10 de junho, de que passou a estar em condições de voar para os países da União Europeia, com a nova licença de Operador de País Terceiro (TCO).
“Gostaríamos de ir para Paris, Frankfurt ou Londres, mas provavelmente ainda não chegou o momento. Em termos de expansão da nossa rede, ainda estamos a alguns anos de distância (…) Por agora, estamos concentrados nas rotas para Portugal, na doméstica e no ‘hub’ em Luanda”, disse Hill, citado pela ATW.
Segundo a Lusa, a transportadora aérea angolana, detida pelo Estado e que passou em 2015 a ser gerida pela Emirates, já voa para Lisboa e Porto (Portugal) e recebeu este mês a aprovação da Agência de Segurança Aérea da União Europeia, atribuindo a licença TCO, para todos os países daquele espaço.
A companhia angolana foi colocada na “lista negra” da União Europeia em julho de 2007, mas dois anos mais tarde foi autorizada a voar de Luanda para Lisboa e depois para o Porto, na sequência de auditorias e acordos bilaterais, entre Portugal e Angola, envolvendo as autoridades de aviação dos dois países.