Taxa de ocupação regista “resultado histórico” em 2017

Taxa de ocupação regista “resultado histórico” em 2017

O ano de 2017 foi o “melhor de sempre nos indicadores operacionais, com a taxa de ocupação a registar um resultado histórico e com o RevPar a crescer a dois dígitos, o que demonstra que o preço acompanhou a procura”, segundo dados da AHP Tourism Monitor, ferramenta exclusiva de recolha de dados da hotelaria nacional da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), apresentados hoje na Bolsa de Turismo de Lisboa.

Em 2017, taxa de ocupação nacional fixou-se nos 71%, mais três pontos percentuais face ao valor registado em 2016. A Madeira volta a ser o destino turístico com a taxa de ocupação mais elevada (83%), seguida de Lisboa e do Porto, que se fixaram nos 80% e 76%, respetivamente. As unidades duas estrelas destacam-se com 79%.

Raul Martins, presidente da AHP, cita António Costa: “2017 foi o melhor ano do século para a economia” – e o turismo, acredita, “é, seguramente, um dos setores que melhor o reflete”. “Como principal motor do crescimento económico, cabe-nos trabalhar para que essa posição em que nos encontramos não seja apenas a fase ascendente de um ciclo a que outros menos bons se poderão seguir”, observa. Pelo contrário, que seja este “o fôlego de precisamos para construir o turismo do futuro”, assente num modelo “que sobreviva a glórias e a reversos”.