Terminal de Cruzeiros de Santa Apolónia vai ser palco da edição Tall Ships Race Lisboa 2020

Terminal de Cruzeiros de Santa Apolónia vai ser palco da edição Tall Ships Race Lisboa 2020

A APORVELA – Associação Portuguesa de Treino de Vela – acaba de estabelecer uma parceria com o LCP – Lisbon Cruise Port – que, entre outros, fará com que o Terminal de Cruzeiros de Santa Apolónia seja o recinto escolhido para receber a Tall Ships Race Lisboa 2020. A próxima edição deste evento, cuja organização ambiciona “bater todos os recordes de embarques de jovens marinheiros”, conta igualmente com a coorganização da Câmara Municipal de Lisboa e da Administração do Porto de Lisboa.

“Estamos muito satisfeitos com este desenlace. A Tall Ships Races Lisboa 2020 é um evento com características muito particulares e o recinto é fundamental para o sucesso de uma iniciativa com esta dimensão. Na última edição recebemos, ao longo de todos os dias, mais de 500 mil pessoas e em 2020 pretendemos ultrapassar barreira dos 500 embarques de jovens portugueses, logo não são muitos os espaços disponíveis ou preparados para acolher um evento desta natureza. Adicionalmente, trata-se de um espaço já com diversas distinções internacionais o que, de certo modo, também acaba por combinar bem com a maior aventura náutica do mundo”, explicou em comunicado, João Lúcio, presidente da APORVELA

Historicamente ligada ao mar, Lisboa recebe a edição portuguesa de um evento destinado às famílias, de entrada livre, que contará com a presença das maiores e mais icónicas embarcações do planeta. As confirmações destas presenças serão divulgadas ao longo dos próximos meses.

“É sempre com imenso orgulho que recebemos e nos associamos a um evento desta magnitude. O novo terminal de cruzeiros de Lisboa, inaugurado em 2017, pretende precisamente ser um espaço de reaproximação da cidade com o rio e com o mar, promovendo eventos náuticos de qualidade e dimensão como a Tall Ships Race. A Tall Ships Race atrai um avultado número de visitantes, assim como 50 das maiores embarcações históricas de todo o Mundo, sendo um catalisador de prestígio não só para o porto mas principalmente para a cidade que a acolhe”, afirma Ricardo Ferreira do LCP.