Turismo de Portugal acompanhará atribuição do selo “Clean & Safe” com auditorias aleatórias e monitorização de estadias

Turismo de Portugal acompanhará atribuição do selo “Clean & Safe” com auditorias aleatórias e monitorização de estadias

Categoria Business, Empresas

Para o Turismo de Portugal, a atribuição do selo Clean & Safe é uma “necessidade de todos” e uma “declaração de compromisso” da tomada de medidas de Higiene e Segurança Sanitária. A partir daí, o Turismo de Portugal continuará a acompanhar a implementação do selo através de auditorias aleatórias e, futuramente, da monitorização da estadia dos turistas. 

Leonor Picão, responsável de Direção da Qualificação da Oferta da entidade, afirmou que embora a ideia do Turismo de Portugal fosse criar um “instrumento ágil e fácil de implementar” pretende-se que o selo “Clean & Safe” seja “tão fácil quanto rigoroso e sério”, durante o seminário de ontem, dedicado à “Higiene e Segurança Sanitária no Turismo”, promovido pelo NEST.

De forma a responder a essa preocupação, de que o selo seja realmente um “mecanismo sério”, o Turismo de Portugal compromete-se a acompanhar a implementação do selo disponibilizando formação relativa ao mesmo, colocando em marcha auditorias aleatórias aos estabelecimentos que aderiram à certificação e, mais adiante, “vamos tentar também monitorizar a própria estadia dos turistas para que nos ajudem a fazer uma avaliação da prestação do estabelecimento face ao selo”, avança Leonor Picão.

A responsável defende que “a necessidade do selo é uma necessidade de todos nós” resultado de uma “boa prestação sob um tema muito delicado numa fase muito delicada”. Assim, na sua ótica, “serão os empreendimentos turísticos os principais interessados em que as medidas que se comprometeram a cumprir sejam uma realidade”. É essa realidade que dará “confiança” ao cliente.