Turismo do Porto e Norte financia com 50 mil euros as Festas de Montalegre

Turismo do Porto e Norte financia com 50 mil euros as Festas de Montalegre

Categoria Eventos, Explore

A entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) e a Câmara Municipal de Montalegre assinaram esta quarta-feira um protocolo de cooperação que prevê a atribuição de um apoio de 50 mil euros por parte da entidade, apostando assim num evento que leva milhares de visitantes até à região do Alto Tâmega.

Luis Pedro Martins, presidente da TPNP, sublinha em comunicado a importância de apoiar estes eventos em territórios de baixa densidade “para descentralizar a visitação dentro da região, que ainda apresenta grandes assimetrias, prometemos fazer diferente e já o estamos a fazer, é importante passar das palavras aos atos e quando há vontade é muito fácil fazer a diferença”. As Sextas Feiras 13 de Montalegre “são um exemplo de como este tipo de eventos ajudam a alavancar a internacionalização do destino. Para lá do mercado nacional, muitos espanhóis se deslocam propositadamente ao concelho para viver este evento carregado de simbolismo e misticismo”.

Espalhar os turistas por todos os sub-destinos do Porto e Norte de Portugal é uma meta do atual presidente da TPNP, que para isso conta estabelecer mais protocolos de apoio “com eventos e projetos que revelam grande potencial de crescimento, transversais ao território e que beneficiam diretamente vários concelhos”.

Orlando Alves, presidente da Câmara Municipal de Montalegre, saudou este forte apoio que teve por parte da TPNP, que considera “muito importante para organização do evento e para a região, a TPNP e o Senhor Presidente estão a ter um olhar diferente em relação ao território e nós agradecemos”. Enfatizou a importância das “Sextas Feiras 13” enquanto força motora de desenvolvimento do concelho e da região e que colocou o município como uma espécie de capital do misticismo. “É uma importante fonte de receita para a economia local, da restauração à hotelaria, passando pelo comércio”.

Simbolicamente, o evento arranca às 13h13 e voltam a contar com a queimada protagonizada pelo padre Fontes. Uma bebida feita à base de aguardente, limão, maçã e canela promete voltar a ser a panaceia para esconjurar todos os males. Este ano, o evento está certificado como ecoevento, o que significa que os participantes serão sensibilizados para adoção de boas práticas ambientais, como a correta separação e encaminhamento de resíduos.