Turismo em Portugal com “resultados históricos” em 2019 

Turismo em Portugal com “resultados históricos” em 2019 

Categoria Advisor, Associativismo

A secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, expressou em comunicado ser “motivo de orgulho” os resultados divulgados esta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) sobre a atividade turística em Portugal. A governante mostrou-se orgulhosa “pelo trabalho feito por todos que revelam resultados, mais uma vez, históricos”.

De acordo com o INE, Portugal recebeu 27 milhões de hóspedes em 2019, mais 7,3% do que no ano anterior, e 69,9 milhões de dormidas (+4,1%), com o turismo interno (+7,5%) a crescer a um ritmo ligeiramente superior ao dos hóspedes estrangeiros (+7,1%), concorrendo para a consolidação da sustentabilidade do setor no país.

Relativamente a mercados, o Reino Unido continua a ser o “principal emissor para Portugal”, representando uma quota de 19,2% nas dormidas de não residentes, com os hóspedes a crescer 5,9% e as dormidas com acréscimo de 1,5. Os mercados que mais cresceram, em 2019, foram os “Estados Unidos da América (+20,2%) e a China (+16%)”, indicam os mesmo dados.

De acordo com Rita Marques “o turismo em Portugal continua a crescer nas vertentes interna e internacional e a ritmo bastante superior ao crescimento da procura mundial. Os resultados também continuam a demonstrar uma clara tendência de diversificação de mercados, com crescimentos exponenciais nos EUA e na China”.

Os mesmos resultados demonstram que os “benefícios do turismo se estenderam a todo o país, com crescimentos mais significativos nas regiões Norte (+9,7% de dormidas), Alentejo (+7,6%) e Açores (+7,5%)”.

Com os resultados de 2019, a secretária de Estado afirma que se “continua a demonstrar o crescimento sustentável dada a redução contínua dos níveis de sazonalidade, ao mesmo tempo que o setor consolida a posição de maior atividade exportadora do país”.

Por outro lado, o setor emprega hoje mais de 400 mil pessoas, correspondente a 9% do total do emprego nacional. “O turismo em Portugal é, hoje, uma atividade que se estende por todo o território, ao longo de todo o ano, pelo que a atração de recursos qualificados para esta atividade reveste uma prioridade”, sublinhou.