Um fator/Palavra-chave para o negócio turístico nos próximos anos: “Exclusividade”

Um fator/Palavra-chave para o negócio turístico nos próximos anos: “Exclusividade”

Categoria Advisor, Opinião

Por Paula Alves, Partner TravelTailors Portugal

Exclusividade

Atualmente o viajante quer sentir-se especial, não quer comprar uma viagem de catálogo, nem fazer o que todos amigos ou a família já fazem.

O viajante de hoje quer descobrir o mundo com experiências únicas desenhadas a pensar em si, nos seus gostos, desejos, interesses, sentimentos…tudo aquilo que o fará viver aqueles dias de forma única e deixar uma memória muito especial daquela viagem.

O consultor de viagens tem de estar devidamente informado sobre as experiências mais emocionantes, os países mais apelativos e entender o seu cliente para poder preparar uma viagem exclusiva.

Este viajante já não quer ser o turista que vai “picar” a lista dos 10 monumentos/museus a visitar naquele local.

É certo que isto ainda é um nicho, mas um nicho que tem vindo a crescer bastante nos últimos 10 anos e que vai moldar o Negócio Turístico nos próximos anos!

(Indicada por Susana Tavares)

*No 29º Aniversário da Ambitur retomámos um desafio já lançado por nós há três anos e, uma vez mais, o setor correspondeu. O “Passa a Palavra” colocou o primeiro repto a Gonçalo Rebelo de Almeida, da Vila Galé; Nuno Mateus, da Solférias; Frederico Costa, das Pousadas de Portugal e Manuel Proença, da Hoti Hotéis. Estes quatro profissionais explicaram quais os desafios que se colocam ao Turismo nos próximos tempos e ficaram também incubidos de nos indicar a quem poderíamos lançar o mesmo repto. Ao longo dos próximos dias iremos publicar aqui os 29 comentários que resultaram deste “Passa a Palavra”, acrescentando também quem foi indicado por cada um dos comentadores.

Publicado na edição 324 da Ambitur.