Viajar Tours aumenta oferta de lugares em 28% este ano

Viajar Tours aumenta oferta de lugares em 28% este ano

A oferta de lugares em operações charter aumentou 18% em 2020 no Viajar Tours, o que significa que este ano, juntamente com a componente regular, o operador turístico cresceu 28% no número de lugares colocados no mercado, o que equivale a cerca de quatro mil lugares. Números divulgados hoje pelo Viajar Tours, durante um almoço com a imprensa, em Lisboa, que confirmam a vontade de manter o crescimento apresentado em 2019.

Nuno Anjos

Nuno Anjos, diretor comercial do operador turístico, revelou que já no ano passado se verificou um crescimento de 30% no número de lugares vendidos, correspondendo a 13 mil pessoas. E a ocupação nas operações charter e lugares de garantia rondou os 90%. “Foi um bom ano”, admite o responsável, explicando que se conseguiu “criar mais habituação no mercado no sentido de olhar para o que é o nosso produto e perceber a diferenciação”. Já Álvaro Vilhena, diretor-geral do Viajar Tours, referiu-se ao crescimento da rentabilidade em virtude de “negociarmos bem” e assim “reduzirmos custos”.

Eduardo Almeida, Product & Contracting Manager do operador turístico, apresentou os destinos que mais venderam em 2019, com Saïdia à cabeça (2020 será o 11º ano em que o Viajar Tours vende este destino em Marrocos), seguido de perto pela Sardenha (Olbia) que “vendeu muito bem e registou um rácio de comentários positivos” bastante bom. Antalya, à partida do Porto, operação que o operador mantém desde 2007, também teve bons resultados, sendo um destino de preço médio/alto. E Eduardo Almeida fez questão de destacar ainda o comportamento de Creta, que também “vendeu muito bem”.

Eduardo Almeida

Em 2020, o Viajar Tours optou por estender algumas das operações que já oferecia ao mercado e apresentar ainda algumas novidades. É o caso da operação para a Sardenha (Cagliari), à saída do Porto, com a TAP Air Portugal, entre 14 de junho e 6 de setembro; de Menorca também a partir do Porto, com a companhia portuguesa, entre 20 de julho e 31 de agosto; ou do novo charter a partir de Lisbnoa para Enfidha, na Tunísia, com saída de Lisboa, entre 6 de junho e 7 de setembro. A Tunísia foi reforçada a partir do Porto, acrescentando-se cinco semanas adicionais, passando a decorrer a operação entre 8 de junho e 7 de setembro. E Sicília, a partir de Lisboa, com a Bulgarian Air Charter, também teve um reforço no número de lugares, realizando-se entre 15 de julho e 26 de agosto.

Em suma, o Viajar Tours estará, este ano, em 16 destinos – 13 charters em nove destinos e mais sete destinos (Maceió é a novidade) com a TAP.

As reservas antecipadas estão, neste momento, em linha com os números de 2019. Até porque, conforme explicou Eduardo Almeida aos jornalistas presentes, “fomos aumentar a capacidade onde vimos que vendíamos com mais antecedência”.

Para este ano, Nuno Anjos reconhece como objetivo “ganhar cada vez mais espaço no mercado, mais cumplicidade e notoriedade da marca junto dos agentes de viagens”. E é nesta aproximação ao agente de viagens que o Viajar Tours pensa quando aposta na formação. Álvaro Vilhena admite que “cada vez mais sentimos necessidade de dar formação aos agentes de viagens, de lhes dar ferramentas para conseguirem enquadrar o nosso produto naquilo que os seus clientes querem”. Só este ano o operador já realizou sete ações de formação, faltando ainda 10 para completar as iniciativas preparadas para 2020.

Inês Gromicho