Vila Galé leva 120 convidados em Comboio Temático do Alentejo (fotogaleria)

Vila Galé leva 120 convidados em Comboio Temático do Alentejo (fotogaleria)

Categoria Alojamento, Business

A Vila Galé Hotéis organizou este fim-de-semana uma viagem de comboio temática inteiramente dedicada à cultura e gastronomia alentejanas. A bordo do Comboio Temático do Alentejo, uma iniciativa que contou com o apoio da Entidade Regional de Turismo do Alentejo, foram 120 pessoas – entre agentes de viagens, operadores turísticos, empresários e jornalistas – que partiram da Gare do Oriente no dia 28 num comboio da CP totalmente preparado pela equipa da Vila Galé para que os convidados sentissem a região da melhor maneira – com uma mostra gastronómica, cultural e musical – numa viagem que durou cerca de três horas e meia.

À chegada ao Apeadeiro da Figueirinha, mesmo dentro da Herdade da Figueirinha, onde se encontra localizado o Vila Galé Clube de Campo, mais uma mostra do Cante Alentejano que levou o grupo até aos tratores com atrelados nos quais fardos de palha os convidavam a acomodarem-se no percurso até ao hotel.

Segundo Jorge Rebelo de Almeida, presidente da Vila Galé Hotéis, esta foi uma iniciativa cujo objetivo principal era tentar reativar uma linha que está desativada desde há seis anos, uma vez que a ligação entre Lisboa e Beja, que ainda hoje se faz com regularidade, termina na estação da Casa Branca, pois só até aí a linha se encontra eletrificada. O responsável frisou que há já operadores interessados em aproveitar esta ligação, bem como a ligação Beja – Algarve (Silves).

Do programa do fim-de-semana constou um jantar no Pavilhão Santo Isidro, com uma atuação de Cuca Roseta. A manhã do dia 29 foi bem aproveitada com uma missa na nova Capela da Herdade da Figueirinha, uma visita à herdade e à Adega Santa Vitória, e momentos de descontração com uma série de atividades que o Vila Galé Clube de Campo disponibiliza aos seus hóspedes – percursos de jipe e moto4, passeios de charrete, jogos tradicionais, e a possibilidade de montar a cavalo, pónei e burro.

O Hotel Vila Galé Clube de Campo é o exemplo do casamento perfeito entre o turismo e a agricultura, e isso mesmo o diz Jorge Rebelo de Almeida, que aqui decidiu investir num projeto de turismo rural numa herdade com 1620 hectares, dos quais 127 hectares (ha) de vinha, 160 ha de olival, 45 ha de pera rocha, 35 ha de pêssegos e nectarinas, 11 ha de ameixas e 2,5 ha de damascos. Para o próximo ano, o grupo pretende iniciar um novo projeto, de construção de um lagar, na herdade, para melhor controlar o processo do azeite. E tem também planos de expandir a área de olival em mais 100 hectares.

“Temos a obrigação de fazer hotéis diferenciados e um fator de inovação e diferenciação é termos valores portugueses, e mostrarmos tudo aquilo que é nosso e é autêntico”, frisou o presidente da Vila Galé Hotéis.

Novos investimentos em curso

Também no Alentejo, onde a Vila Galé tem já uma unidade também em Évora, o grupo já arrancou com as obras de mais uma unidade em Elvas, no centro histórico da cidade, no antigo Convento de São Paulo, sob o tem as fortificações militares portuguesas no mundo, tendo sido selecionadas 21 fortificações (sete na América Latina, sete na África e sete na Ásia). No distrito de Portalegre, Jorge Rebelo de Almeida não descarta a hipótese de ir a concurso para criar um hotel em Alter do Chão, que hoje tem 60 éguas lusitanas, investindo assim no turismo equestre.

Em curso está o Vila Galé Sintra, a primeira incursão do grupo no turismo médico, que além do hotel conta ainda com 41 apartamentos que estão a ser comercializados. O Vila Galé Braga, com abertura prevista também para 2018, tal como o de Sintra, vem recuperar o antigo hospital de São Marcos. E na Serra da Estrela, mais precisamente em Manteigas, está em construção uma unidade no fim do vale glaciar do Zêzere, que deverá abrir no final do próximo ano.

No Brasil, decorrem as obras do Vila Galé Touros, o quinto resort do grupo português neste mercado, desta vez no Estado do Rio Grande do Norte, perto de Natal. Também para abrir em 2018.

Inês Gromicho