VIP Hotels: “Será necessário restabelecer a confiança do consumidor”

VIP Hotels: “Será necessário restabelecer a confiança do consumidor”

Categoria Alojamento, Business

Depois de alguns meses de portas fechadas, são já vários os hotéis que começam a reabrir para um “novo” verão. Ambitur.pt está a falar com algumas dessas unidades, que nos contam quais as expectativas que têm para os próximos meses e como está a ser feita esta abertura.

O Grupo VIP Hotels já começou a reabrir as suas unidades, de forma “gradual e com muito poucas reservas em carteira”. Isso mesmo nos indica Miguel Cymbron, diretor de Vendas e Marketing da cadeia hoteleira, que explica que “o mercado está reduzido a alguns clientes corporativos nacionais pelo que, enquanto não forem restabelecidas ligações aéreas e abertas as fronteiras terrestres, as ocupações não vão melhorar”.

No dia 1 de junho as portas voltaram a abrir no VIP Executive Santa Iria e no VIP Executive Picoas, a 5 de junho foi a vez do VIP Executive Zurique e, no dia 8, do VIP Executive Éden. Todos os hotéis seguem e implementam as medidas das autoridades nacionais, desde os Planos de contingência, até ao selo Clean & Safe, com os respetivos protocolos internos. “Deste modo, o consumidor pode ter a certeza que os Hotéis VIP são estabelecimentos da maior confiança para as suas estadias”, sublinha.

Mas as expectativas até ao final do ano “são baixas”, admite o responsável. E justifica que “os mercados de grupos (lazer e MICE), vão ter dificuldades em recomeçar, uma vez que há muitas restrições relacionadas com o distanciamento social, que inviabilizam a organização de grupos acima de 10 pessoas”.

Miguel Cymbron admite que são vários os desafios que se colocam no atual contexto. E, depois da abertura dos mercados e da atenuação das medidas de distanciamento social, “será necessário restabelecer a confiança do consumidor”. Além disso, recorda que “teremos que ver como irão ficar as economias dos nossos principais mercados emissores, pois sem dinheiro ninguém irá viajar”.