Volta Int.: “Brasil e EUA podem ser barrados em viagens à Europa”

Volta Int.: “Brasil e EUA podem ser barrados em viagens à Europa”

Mercado & Eventos – https://www.mercadoeeventos.com.br/

“Brasil aparece fora da lista de países autorizados a enviar turistas para a Europa”

A União Europeia cogita barrar a entrada de turistas brasileiros na reabertura das fronteiras da Europa, a 1 de julho. A UE deve retirar o Brasil da lista de países autorizados a enviar os seus turistas justamente pelo alto índice de proliferação do novo coronavírus (Covid-19), o que deve acontecer também com os EUA e a Rússia. O New York Times teve acesso ao rascunho das duas listas que líderes europeus trabalham, baseadas em como cada país controla a doença. Apesar da decisão coletiva de barrar inicialmente os viajantes dos brasileiros, russos e norte-americanos, as nações da União Europeia ainda batalham para saber quando e como abrir seguramente as suas fronteiras para outros países de fora do continente. A lista será apresentada antes de 1 de julho. Os países da UE não precisam adotar os regulamentos, mas os turistas que rejeitarem as condições não poderão entrar em qualquer país do continente.

“Turistas norte-americanos podem ser barrados em viagens à Europa”

A União Europeia cogita barrar a entrada de turistas norte-americanos na reabertura das fronteiras da Europa com o resto do mundo. A UE deve retirar os Estados Unidos da lista de países autorizados a enviar os seus turistas justamente pelo alto índice de proliferação do novo coronavírus (Covid-19). De acordo com o New York Times, líderes europeus trabalham com duas listas de países, baseadas em como cada um controla a doença. Enquanto China, Cuba e outras nações estão nas listas, os EUA aparecem banidos de ambas.

“Arábia Saudita investirá até US$ 45 mil milhões para a retoma do Turismo”

O Ministério do Turismo da Arábia Saudita, liderado por sua alteza real, príncipe herdeiro Mohammed Bin Salman, anunciou a criação do Fundo Nacional de Desenvolvimento do Turismo para estimular a retoma pós-pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e para o crescimento da Arábia Saudita como destino turístico. O fundo inicial será de US$ 4 mil milhões que poderá chegar a US$ 45 mil milhões por conta de um Memorando de Entendimento já assinado com bancos privados.O Fundo Nacional de Desenvolvimento do Turismo, já aprovado pelo Conselho de Ministros da Arábia Saudita, irá colaborar com investimentos privados e dos próprios bancos para apoiar o desenvolvimento do setor privado e incentivar mais investimentos na indústria turística.

“Cuba implementa plano de retoma dos serviços turísticos com novos protocolos”

O plano de medidas de Cuba para a fase de recuperação pós-pandemia do novo coronavírus (Covid-19) já entrou em vigor em todo o país. Esta terça-feira (23), a capital Havana e a cidade de Matanzas começaram a transição gradual para o que será o “novo normal”, mantendo ainda o isolamento físico e as medidas sanitárias aprimoradas. A retoma agora está condicionada à segurança oferecida em cada destino, com a implementação das práticas sanitárias aos seus processos e atividades. Em Cuba, a segurança no setor de turismo faz parte do Plano Nacional de Segurança. Portanto, a reabertura dos serviços turísticos depende da eliminação dos riscos de manifestação da doença com as características e o alcance de uma epidemia. O país também levará em conta outros fatores associados ao comportamento e psicologia do viajante pós-Covid-19.

“Sheraton Reserva do Paiva encerra as suas atividades em julho”

O Sheraton Reserva do Paiva Hotel encerrará as suas atividades no próximo mês de julho. A decisão foi anunciada pela própria Marriott International, que confirmou o encerramento do contrato da unidade localizada em Recife, embora não tenha justificado claramente quais fatores levaram a esta decisão. No entanto, tudo leva a crer que a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) acabou sendo fundamental para o fim das atividades do hotel.

Panrotas – https://www.panrotas.com.br/

“Ocupação hoteleira na América do Sul cai 73% em maio”

A indústria hoteleira da América do Sul, diante da pandemia do novo coronavírus, registou baixas históricas de níveis de desempenho em maio, de acordo com dados do STR. Os níveis de ocupação absoluta, taxa média diária e RevPAR da região foram os piores de qualquer outro mês de maio analisado do banco de dados da empresa. Em comparação com maio deste ano e o mesmo período de 2019, a ocupação no continente caiu 73%, versus 15,3%. A taxa média diária chegou a -34,3%, a US$ 54,17, e a receita por quarto disponível afundou 82,2%, a US$ 8,31.

“Covid-19 derruba confiança e conectividade do Brasil no Exterior”

Com mais de 52 mil mortes causadas pela pandemia do novo coronavírus, de acordo com dados divulgados pelas secretarias estaduais de saúde, o Brasil tem sido altamente afetado pela crise. Os efeitos dessa tensão na área da saúde passam, assim, a ser ainda mais sentidos no setor de Turismo, com a baixa percepção de confiança que o viajante internacional tem acerca do País. Dados apontados pela parceria entre Mabrian Tourist Intelligence e Interamerican Network mostram que o Índice de Percepção de Segurança (PSi) do Brasil caiu mais de 40% entre fevereiro e junho.

“Ocupação hoteleira dos EUA segue em crescimento”

A hotelaria dos Estados Unidos segue registando pequenos aumentos semanais nos seus dados de desempenho. De acordo com a STR, a semana entre 14 e 20 de junho obteve uma ocupação de 43,9%, taxa média diária (ADR) de US$ 92,20 e receita por quarto disponível (RevPAR) de US$ 40,48. Os números também representam quedas menos graves comparadas ao ano passado.

“Parques de Disneyland, na Califórnia, têm reabertura adiada”

Os dois parques temáticos do complexo da Disneyland, em Anaheim, na Califórnia (Disneyland e Disney California Adventure), não vão reabrir no dia 17 de julho, como programado. A Disney anunciou que submeteu os protocolos de segurança e saúde às autoridades, que sinalizaram que só poderiam analisar o plano depois de 4 de julho, o que não deixaria muito tempo até à reabertura prevista. Também a Disney negocia o retorno com alguns sindicatos de trabalhadores, que querem detalhes de como será a reabertura e segundo a empresa 20 acordos já foram assinados.

Hosteltur – https://www.hosteltur.com/

“Easyjet venderá ações para arrecadar quase 500 milhões de euros”

A easyJet informou esta quarta-feira que planeia arrecadar até 450 milhões de libras (496 milhões de euros) numa venda de ações numa operação que visa aumentar as suas reservas diante da reabertura das fronteiras. Conforme relatado pelo Hosteltur, a EasyJet lança um milhão de assentos para destinos europeus este verão, embora, juntamente com outras empresas, tenha mantido uma luta real com o governo britânico contra a quarentena para evitar obstáculos ao turismo.

“Feiras e congressos retornam a Barcelona em setembro com medidas anti-Covid”

A atividade de feira de Barcelona retornará nos últimos quatro meses do ano após o intervalo causado pela pandemia de coronavírus. Assim, eventos como a Bridal Fashion Week, BizBarcelona, ​​Alimentaria, Foodtech, Boat Show, IBTM, Smart City Expo World Congress, Expoquimia, Eurosurfas e Equiplast serão realizados, conforme reportado pela instituição Fira de Barcelona. Todas essas feiras serão realizadas “com um controlo anti-Covid preciso”.

“Madrid aposta na inteligência artificial para reativar o turismo”

A Câmara Municipal de Madrid e a Mastercard assinaram um acordo de colaboração para promover a recuperação do setor de turismo da cidade. Especificamente, a empresa de tecnologia disponibilizou as suas ferramentas tecnológicas relacionadas ao turismo e a sua capacidade analítica para quantificar o impacto do Covid-19 e desenvolver uma estratégia que coloque as pessoas no centro e crie uma turismo inteligente e rentável.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Internacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.