Volta Int.: “British Airways reduz novamente capacidade”

Volta Int.: “British Airways reduz novamente capacidade”

Hosteltur

“Alemanha levanta restrições a viagens para as Canárias no sábado”
O Instituto Robert Koch decidiu retirar as Ilhas Canárias das zonas consideradas de risco pelas suas taxas de incidência de Covid-19, mantendo-se o resto de Espanha, e com isso a Alemanha irá levantar este sábado a sua recomendação de não viajar para estas ilhas.

“British Airways reduz novamente capacidade”
A British airways vai reduzir de novo a capacidade prevista para o quarto trimestre deste ano operando apenas com 30% da sua capacidade habitual, face aos 40% que tinha estimado inicialmente. Esta decisão surge porque nãos e adotaram políticas de testagem antes das partidas nos voos do Reino Unido.

Panrotas

“Voos entre Roma e Milão exigem testes para covid-19 até novembro”
O programa experimental de voos “Covid-Tested” na ponte aérea Roma-Milão foi prolongado até o dia 6 de novembro, na tentativa de eliminar o risco de propagação da Covid-19 e apoiar a recuperação do tráfego aéreo. A iniciativa resultou de um acordo entre a Alitalia, os governos das regiões do Lázio e da Lombardia e os aeroportos de Roma Fiumicino e Milão Linate.

“Lufthansa Group deve oferecer 25% de capacidade no 4T20”
O Lufthansa Group está a rever para baixo o seu planeamento de capacidade para o quarto trimestre, agora que a procura por transporte aéreo na Europa está diminuindo ainda mais, deve permanecer baixa nos próximos meses do inverno e nenhuma reabertura substancial de voos de longo curso está à vista. As companhias aéreas do grupo oferecerão apenas no máximo 25% da capacidade do ano anterior para garantir que as operações de voo continuem a gerar uma contribuição de caixa positiva.

Preferente

“Vueling: acordo para garantir emprego a mais de mil pilotos”
A Vueling e o Sindicato Sepla chegaram a acordo para garantir o futuro da companhia e que significará que mais de mil pilotos da empresa irão manter os seus postos de trabalho. O acordo estará em vigor durante todo o ano de 2021 e foi ratificado por 85% dos pilotos do sindicato.

“IAG: queda de receitas e 1.300 milhões de prejuízos no terceiro trimestre”
A IAG comunicou os seus resultados preliminares para o terceiro trimestre do ano, com uma descida de 83% das receitas face a 2019 e prejuízos de 1.300 milhões de euros em comparação com os 1.425 milhões de lucro de igual período de 2019. O grupo aéreo, ao qual pertencem a Iberia, British Airways e a Vueling, teve que reduzir em 78,6% a capacidade no terceiro trimestre.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Internacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.