Volta Int.: “Canárias insistem que testes na origem minimizam riscos e criam confiança”

Volta Int.: “Canárias insistem que testes na origem minimizam riscos e criam confiança”

Hosteltur – https://www.hosteltur.com/

“Canárias insistem: Testes na origem minimizam riscos e criam confiança”

“Pedimos uma ação decisiva para um acordo na União Europeia com critérios homogéneos” e, em particular, para que os testes sejam realizados nos países emissores de turistas, disse Yaiza Castilla, ministro do Turismo e vice-presidente das Ilhas Canárias. “Mais e mais vozes” são adicionadas à alegação de realizar testes de PCR contra o coronavírus em passageiros antes de voar, disse, embora “até agora tenhamos pregado no deserto, mas na China é obrigatório apresentar um teste de PCR negativo com um máximo de cinco dias e tal medida pode ser extrapolada para a União Europeia “.

“Cuba fará testes em todos os turistas estrangeiros”

Esta segunda-feira, Cuba passou para a terceira fase de reabertura e, embora o turismo internacional não possa entrar na ilha por Havana, que continua na fase 1, a atividade é ativada nas zonas centro-norte e Cayo Largo del Sur. O ministro do Turismo de Cuba, Juan Carlos García Granda, antecipou que serão realizados testes gratuitos para todos os turistas para manter o coronavírus sob controle. Cuba procura promover-se como destino turístico de paz, saúde e segurança.

Panrotas – http://www.panrotas.com.br/

“Japão subsidia viagens domésticas para retomar economia”

Como as viagens internacionais ao Japão ainda são praticamente impossíveis, o governo japonês transferiu a sua atenção para o impulsionamento do turismo doméstico. A partir de hoje (22), a tempo do fim de semana do feriado nacional de quatro dias (originalmente planeload para o fim de semana de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020), os viajantes domésticos poderão obter um subsídio do governo para viagens de um dia que custam e viagens de vários dias com pernoites. Para iniciar a campanha, até 31 de agosto os viajantes receberão um desconto inicial de 35% nas suas despesas de viagem.

“Marriott exigirá uso de máscaras a partir de 27 de julho”

Seguindo recomendações da American Hotel & Lodging Association (AHLA), a Marriott International exigirá que todos os hóspedes usem uma máscara de proteção nos hotéis da rede a partir de 27 de julho.

Mercado & Eventos – http://www.mercadoeeventos.com.br/

“Principais aeroportos de Espanha implantam sistema de controle de temperatura”

Os 13 aeroportos mais movimentados de Espanha agora contam com sistemas de controle de temperatura de passageiros. A medição é realizada por câmeras de imagem térmicas fixas e instaladas na área de chegada de passageiros e câmeras móveis de backup, com as quais controles aleatórios podem ser realizados em qualquer lugar dos terminais.

“Carnival pode retomar operações já a partir de agosto, diz CEO”

A Carnival Cruise Line pode retomar as suas operações já a partir do próximo mês, na Alemanha. A informação foi divulgada pelo próprio CEO da Carnival, Arnold Donald, em entrevista ao portal Yahoo Finance. Ainda segundo Donald, já há sinais de que Itália poderia reabrir os seus portos para cruzeiros marítimos já nos próximos meses. Já as reservas para 2021, por sua vez, estão mais intensas do que o esperado por conta dos descontos e baixos preços praticados na retoma.

“Qatar quer 5 mil milhões de dólares de países árabes por bloqueio do espaço aéreo”

A Qatar Airways está à procura, na justiça internacional, de uma compensação financeira na ordem dos 5 mil milhões de dólares do bloco composto pela Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Egito e Bahrein pelo bloqueio de espaço aéreo imposto à companhia. O impedimento ocorre desde 2017, quando os países cortaram relações diplomáticas com o Qatar por um suposto envolvimento do país no financiamento de grupos terroristas. A Qatar destaca que as medidas são relativas não só aos prejuízos da companhia aérea, mas relativo também às suas operações globais e aos investimentos realizados nos quatro países. Por causa das limitações, a companhia passou a utilizar o espaço aéreo do Irã para realizar suas rotas. O desvio tornou as rotas menos rentáveis, devido o aumento dos gastos com combustível.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Internacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.