Volta Int.: “Eurocontrol: Tráfego aéreo pré-Covid não se recuperará até 2024”

Volta Int.: “Eurocontrol: Tráfego aéreo pré-Covid não se recuperará até 2024”

Hosteltur – https://www.hosteltur.com/

“IATA: Chocámos contra um muro na recuperação do setor aéreo”

O ressurgimento de surtos de Covid-19, particularmente na Europa e nos Estados Unidos, combinado com a confiança dos governos no instrumento de quarentena de bloqueio na ausência de sistemas de teste de coronavírus globalmente aprovados, parou o ímpeto em setembro para a reabertura de fronteiras para viagens, de acordo com o relatório mensal da International Air Transport Association (IATA). O seu presidente e CEO, Alexandre de Juniac, afirmou: “Chocámos contra um muro na recuperação da indústria” e destaca que, embora os mercados domésticos estejam a avançar, principalmente devido às melhorias nas demandas internas da China e da Rússia, o tráfego doméstico representa apenas um pouco mais de um terço do fluxo mundial total, portanto não é suficiente para manter uma recuperação geral. A Europa foi a única região que registou piora no tráfego em setembro em relação a agosto.

“Eurocontrol: Tráfego aéreo pré-Covid não se recuperará até 2024”

O nível de atividade aérea anterior à pandemia de Covid-19 não se recuperará até pelo menos 2024, de acordo com as previsões da Organização Europeia para a Segurança da Navegação Aérea (Eurocontrol). Considera mesmo que provavelmente demorará até 2026 ou, como uma hipótese mais pessimista, até 2029.

“Hotéis exigem redução no custo de energia e gás diante de novos confinamentos”

A segunda onda de coronavírus, restrições e confinamentos aceleraram o encerramento de estabelecimentos hoteleiros e os empresários exigem que o governo retome as medidas relacionadas ao pagamento de serviços básicos, como a redução do fluxo de energia elétrica e gás sem penalidade. Pedem um alívio económico para as PMEs do setor, já que isso significaria uma economia de custos de energia entre 2.000 e 3.000 euros por mês por hotel, de acordo com a Confederação Espanhola de Hotelaria e Hospedagem Turística (CEHAT) e o Instituto Tecnológico Hoteleiro (ITH).

“62% dos viajantes estarão mais preocupados com os preços devido ao Covid-19”

A crise económica que desencadeou a pandemia do coronavírus já está a afetar o bolso dos viajantes e 62% reconhecem que, a partir de agora, estarão mais atentos aos preços ao procurar e planear as suas férias. Em Espanha, esse percentual sobe para 64%, enquanto Dinamarca, Holanda e Alemanha são os que menos dão atenção a esse ponto, de acordo com uma pesquisa realizada pela Booking.com com mais de 20.000 pessoas em 28 mercados. Como o controle das finanças estará na mente, também haverá uma mudança de destinos e alguns sairão da lista de desejos.

Panrotas – http://www.panrotas.com.br/

“Hotelaria no Brasil alcançará níveis pré-pandemia apenas em 2022”

Embora a hotelaria nacional já esteja num processo de retoma um pouco mais acelerado, ainda há um longo caminho para que o setor recupere os níveis pré-pandemia. O cenário é mais otimista para o mercado de lazer, com expectativa de retomar o RevPAR ainda em 2021 e alcançar patamares acima de 2019 a partir de 2022. O futuro da hotelaria brasileira foi tema de um dos painéis do Expo Forum Visit SP, organizado pelo SPCVB (São Paulo Convention & Visitors Bureau), em parceria com a Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo e a Abear, esta quarta-feira (4).

“Air France pode voltar a ser estatal e se separar da KLM”

A crise da covid-19 impactou gravemente toda a indústria de aviação global e, na Europa, após a Lufthansa ter plano de resgate estatal aprovado, surge a possibilidade do governo francês retomar as rédeas da Air France. O Estado francês já é dono de 14,3% da Air France e existe a possibilidade de que a participação cresça em decorrência das dificuldades da aérea. Também se fala, tanto na mídia francesa quanto na holandesa, na cisão entre a Air France e a KLM.

“Iberostar lança pacote de assistência para tratamento da covid-19”

Como parte do seu retorno às operações no Caribe, México e Brasil, o Grupo Iberostar lança o Travel at Ease, uma assistência complementar aos hóspedes, até agosto de 2021, caso as férias sejam interrompidas devido aos sintomas de covid-19. Trata-se de um benefício que se soma às mais de 300 medidas preventivas implementadas com a sua iniciativa How We Care.

Mercado & Eventos – http://www.mercadoeeventos.com.br/

“Colômbia elimina exigência de teste de Covid-19 para turistas”

O Governo da Colômbia eliminou a exigência de teste PCR de Covid-19 para viajantes internacionais que entram no país através do modo aéreo. A modificação foi feita por meio de resolução que estabelece “requisitos pré-embarque”, como não apresentar febre ou sintomas respiratórios associados à Covid-19. Da mesma forma, os viajantes que não tenham preenchido previamente o formulário Check-Mig também serão impedidos de embarcar.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Internacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.