Volta Int.: “Europa opõe-se à solução proposta para o Boeing 737 MAX”

Volta Int.: “Europa opõe-se à solução proposta para o Boeing 737 MAX”

Hosteltur:

“Europa opõe-se à solução proposta para o Boeing 737 MAX”

O regresso do Boeing 737 MAX à atividade enfrenta possíveis atrasos adicionais devido a dúvidas que os reguladores europeus mantêm sobre as modificações feitas pelo fabricante americano. As várias entidades acreditam que a Boeing e a Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA) não demonstraram que a segurança adequada está assegurada na nova configuração.

“Cordial Hotels sobre Thomas Cook: A incerteza ainda continua”

A rede Be Cordial Hotels & Resorts Gran Canaria admite que a incerteza sobre a falência de Thomas Cook ainda “não acabou” e que há “ansiedade” em Grã-Canária em relação ao futuro da Thomas Cook Scandinavia, que permanece operacional graças a um empréstimo urgente, e que é crucial para o sucesso da temporada de inverno, a alta temporada turística nas Ilhas Canárias.

“Empresas afetadas pela Thomas Cook não vão recuperar o IVA nas faturas”

Segundo a  Secretária de Estado do Turismo, Isabel Oliver, as empresas afetadas pela falência de Thomas Cook não vão conseguir recuperar o IVA sobre faturas não cobradas, uma vez que o atual governo em exercício não pode aplicar legalmente a medida

“Greves da British Airways e da Ryanair aumentam receitas da EasyJet”

A EasyJet anunciou a previsão de seus resultados financeiros para o ano de 2019, na qual mantém uma posição sólida no quarto trimestre do ano fiscal e estima obter lucro antes dos impostos de 420 e 430 milhões de libras esterlinas. As greves da British Airways e da Ryanair motivaram uma maior procura pelos passageiros.

Mercados & Eventos:

“Grupo Costa movimentou 12,6 mil milhões de euros na Europa em 2018”

O Grupo Costa, com seus 3,2 milhões de hóspedes, gerou um impacto económico total de 12,6 mil milhões de euros em 2018 na Europa, criando mais de 63 mil empregos. A contribuição à economia de Itália é de mais de 3,5 mil milhões de euros e 17 mil postos de trabalho, sendo a região italiana da Ligúria a beneficiada pela presença da Costa Cruzeiros. Somente no país, os navios movimentaram 3,2 milhões de passageiros em 2018 e realizaram 852 escalas em 20 portos diferentes.

Panrotas:

“Sexto navio da Princess Cruises chama-se Discovery Princess”

Discovery Princess será o sexto navio da classe Royal da Princess Cruises. O nome foi revelado na última sexta-feira pela companhia de cruzeiros premium, que também a maior temporada inaugural de sua história, com itinerários para Europa, Caribe, América do Sul, México e costa da Califórnia, entre 2021 e 2022. O Discovery Princess será o primeiro novo navio da Princess Cruises baseado na Costa Oeste americana, saindo de Los Angeles.

 

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Internacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.