Volta Int.: “IATA apela aos governos que implementem novas diretrizes para retomar conetividade aérea”

Volta Int.: “IATA apela aos governos que implementem novas diretrizes para retomar conetividade aérea”

Mercado & Eventos:

“IATA apela aos governos que implementem novas diretrizes para retomar conetividade aérea”

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) apelou aos governos que implementem rapidamente as diretrizes globais da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI) para retomar a conectividade aérea. O Conselho da OACI aprovou o documento “Takeoff: Guidance for Air Travel through the Covid-19 Public Health Crisis” , que apresenta uma abordagem extensa e confiável de medidas temporárias baseadas nos riscos para as operações de transporte aéreo durante a crise da Covid-19.

“Grupo Lufthansa regista prejuízo de 2,1 mil milhões no primeiro trimestre”

O Grupo Lufthansa divulgou seus resultados financeiros do primeiro trimestre de 2020 que aponta para um prejuízo líquido de 2,1 mil milhões de euros refletindo os impactos da crise provocada pela pandemia de coronavírus. A receita do grupo no primeiro trimestre caiu 18%, para 6,4 mil milhões de euros, contra 7,8 mil milhões de euros do ano anterior. O EBIT, resultados antes de impostos e taxas, apontou um prejuízo de 1,2 mil milhões de euros, contra 330 milhões de euros no primeiro trimestre de 2019.

“Accor é novamente eleita uma das melhores empresas para trabalhar na América Latina”

A Accor foi escolhida, pelo terceiro ano consecutivo, como uma das melhores empresas para se trabalhar na categoria Multinacionais pelo ranking Great Place to Work (GPTW) Latin America. Na edição 2020 da premiação, a Accor ficou com a segunda posição na lista, frente ao 5º lugar conquistado em 2018 e 2019.

Panrotas:

“Ryanair regista queda de passageiros de 99,5% em maio”

De acordo com o Simple Flying, a Ryanair registou uma queda de 99,5% dos seus passageiros em maio comparado ao ano passado. A companhia low-cost continua a rejeitar os planos de quarentena impostos pelo governo britânico, reiterando que a mesma prejudicou a “maioria das companhias aéreas do país”, tendo chamado ao plano “ineficaz e completamente inútil”.

“Portos do Canadá reabrem em 2021”

Destinos nas costas leste e oeste do Canadá cancelaram as temporadas de cruzeiro em 2020 após o governo afirmar que proibiria navios de cruzeiro com mais de 100 passageiros de fazer escala em portos até pelo menos 31 de outubro, de acordo com o Travel Weekly. A Cruise the Saint Lawrence disse que a decisão significaria o cancelamento da temporada de cruzeiros para os nove portos membros, incluindo Montreal e Quebec.

“Delta vai suspender lugares até final de setembro”

Após adotar medidas de segurança e higienização, a Delta anunciou a suspensão da seleção de lugares intermediários e limitadores em todas as cabines até 30 de setembro de 2020. Com a medida, a companhia aérea limitará os assentos a 50% na Primeira Classe; 60% na cabine principal, Delta Comfort + e Delta Premium Select; e 75% no Delta One para reduzir o número total de clientes a bordo e garantir mais espaço entre eles.

Hosteltur:

“China vai punir companhias aéreas que transportam passageiros com Covid-19”

A Administração da Aviação Civil da China( CAAC) vai aplicar “recompensas e punições” para as companhias aéreas que viajam para a China. Às companhias aéreas que transportam passageiros que não são portadores de coronavírus podem aumentar o número de voos semanalmente. Já se houver mais de cinco passageiros positivos num voo, a companhia deve interromper o serviço durante uma semana e, se transportar mais de 10, a suspensão será de quatro semanas.

“Governo espanhol quer manter o modelo de subsídio de 75% para os residentes”

Questionado pela Comissão Nacional da Mercado e Concorrência (CNMC), o ministro dos Transportes, Mobilidade e Agenda Urbana, José Luis Ábalos, garantiu que o compromisso do governo espanhol é manter o desconto de 75% nas passagens aéreas para os residentes das ilhas Ceuta e Melilla.

“Alemanha anuncia fim às restrições de viagem, com exceção de Espanha”

O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, anunciou o fim das restrições de viagem para países da União Europeia ou que façam parte do espaço Schengen, com exceção de Espanha e Noruega, que ainda não definiram sobre a liberação. “Espera-se que a Espanha e a Noruega permitam que os turistas entrem um pouco mais tarde e, uma vez que tomem a decisão, a aplicaremos imediatamente”, disse o ministro sobre a decisão alemã.

 

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Internacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.