Volta Int.: “Procura de britânicos por viagens pós-coronavírus já cresce mais de 1.600%”

Volta Int.: “Procura de britânicos por viagens pós-coronavírus já cresce mais de 1.600%”

Mercado & Eventos – http://www.mercadoeeventos.com.br/

“Procura de britânicos por viagens pós-coronavírus já cresce mais de 1.600%”

Turistas internacionais não se vão intimidar por conta da pandemia do coronavírus (Covid-19). Embora agora o momento seja de ficar em casa, muitos já estão a pensar nas próximas viagens para 2021. É o que conclui as estatísticas da Sojern, empresa de soluções de marketing de viagens digitais baseadas em dados que utilizam tecnologia programática de compra. Os dados da Sojern compilam mais de 350 milhões de perfis de viajantes em todo o mundo e suas respectivas procuras por destinos. A empresa descobriu que a procura de turistas britânicos para visitar França em 2021 já cresce 409%, enquanto a procura por viagens para Espanha cresceu 1.626%, considerado o destino mais popular para os britânicos em 2018. Há também uma tendência ascendente de viagens para o Reino Unido, com as buscas na Europa, para novembro deste ano, aumentando 724%. No entanto, o estudo indica que as viagens para fora da Europa poderão demorar um pouco mais de tempo para voltarem ao normal. 

“Fundador pede que easyJet cancele pedido de 107 aeronaves”

O fundador da easyJet, Sir Stelios Haji-Ioannou, pretende convocar uma assembleia geral extraordinária com o objetivo de pedir a remoção dos seus diretores não-executivos. Isto porque pede que cancelem um pedido de aeronaves no valor de 4,5 mil milhões de libras. Para o bilionário, isso pode comprometer o futuro da empresa por conta da pandemia do coronavírus. A informação foi divulgada pelo site Sky News, que teve acesso a carta enviada por Stelios ao presidente da companhia, John Barton. Nela, classifica como “destruidor de valor” o pedido de 107 aeronaves para a Airbus. Desde ontem (30) a easyJet suspendeu as suas operações e informou que não dará mais informações para os investidores sobre o seu desempenho financeiro.

“Em 11 dias, ocupação hoteleira caiu de 80% para 8% em São Paulo”

A hotelaria brasileira vive aquela que talvez seja a maior crise da sua história, provocada pela pandemia do novo coronavírus. Em São Paulo, a ocupação hoteleira que chegou aos 80% nos primeiros dias de março caiu para incríveis 8% na última semana num intervalo de 11 dias. A variação representou redução de 91% na demanda. No Rio de Janeiro, o índice foi de 90% a 13% em dez dias. Os dados são do estudo “Covid-19: Impactos na hotelaria”, realizado pela Hotelinvest.

“Mais de 50 hotéis em Cancún e Riviera Maya suspendem operações”

A pandemia do coronavírus (Covid-19) chegou aos hotéis do México. Mais de 50 unidades em Cancún, Riviera Maya, Puerto Morelos e Isla Mujeres já foram fechados de forma temporária como consequência do avanço do vírus, de acordo com a própria Associação de Hotéis de Cancún. Os hotéis ainda em operação, de acordo com a associação, estão a tomar medidas de prevenção e higiene ainda maiores, de acordo com protocolos de saúde, para proteger funcionários e visitantes. Apesar das restrições globais, cerca de 6 mil turistas ainda estão na área turística mexicana. O país, por sua vez, já confirmou 475 casos de Covid-19 e seis mortes até à última quinta-feira (26).

“Demanda global por novas aeronaves deve cair 25%”

A pandemia do coronavírus (Covid-19) não afeta somente o presente e um futuro de curto a médio prazo no setor do Turismo global. A própria OCDE já sabe que o mundo levará anos para voltar à normalidade após o fim do surto. E isso já começa a afetar diretamente as fabricantes de aeronaves e das suas peças, de acordo com a Vertical Research. A demanda por novos jatos comerciais deve cair cerca de 25%, passando de 8,3 mil para 6,3 mil jatos nos próximos cinco anos, revela o estudo. As projeções estão diretamente ligadas ao declínio de tráfego de 40% esperado para 2020 e aos cerca de 30% de queda já esperados no número de chegadas internacionais.

Hosteltur – https://www.hosteltur.com/

“eDreams apresenta um ERTE para mais de 900 empregos em Espanha”

A agência de viagens online eDreams Odigeo apresentou um Expediente de Regulamentação Temporária de Emprego (ERTE) por motivos de força maior devido ao impacto que está a ter esta crise sanitária na sua atividade. Afetará um máximo de 985 trabalhadores em Espanha. Os afetados pela ERTE reduzirão em 40% o horário de trabalho e o salário enquanto durar o estado de alarme, embora a empresa esteja comprometida em suplementar o subsídio de desemprego para que as pessoas afetadas recebam 80% do salário, garantiu.

“Presidente da Disney renuncia ao seu salário face ao coronavírus”

O presidente executivo da Disney, Bob Iger, desistirá do seu salário a partir de abril para diminuir o impacto da crise de coronavírus na empresa, que fechou os seus parques temáticos, cancelou estreias de filmes e interrompeu quase todas as filmagens. Iger, que assumiu o cargo em fevereiro depois de deixar o cargo anterior de CEO da empresa, tinha um salário base de US $ 3 milhões, de acordo com dados do último ano fiscal, apesar da sua receita exceder 45 milhões de suplementos, títulos e distribuição de ações. Além disso, o novo CEO da Disney, Bob Chapek, anunciou que também reduzirá a sua remuneração em 50%, uma medida que aplicará aos demais membros do conselho de administração para “arcar com o peso” das medidas drásticas que a gigante do entretenimento teve que tomar para lidar com a pandemia de Covid-19.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Internacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.