Volta Nacional: “Aigle Azur cancela todos os voos para Portugal”

Volta Nacional: “Aigle Azur cancela todos os voos para Portugal”

Jornal de Notícias

“Aigle Azur cancela todos os voos para Portugal”

A Aigle Azur, que pediu insolvência no início desta semana, acabou mesmo por cancelar todas as ligações aéreas para Portugal, Brasil e Mali, a partir da próxima terça-feira. A Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) alertou que não há nenhum tipo de proteção para os passageiros afetados, que deverão pedir o mais rapidamente possível o reembolso das viagens e a compensação. Caso contrário, só integrando a massa insolvente da companhia aérea francesa poderão tentar reaver algum dinheiro. (…) A companhia operava regularmente voos entre Paris Orly e o Porto ou o Funchal, dado que as operações em Lisboa já foram transmitidas à TAP, e tinha um papel relevante especialmente para os emigrantes com destino à região Norte de Portugal.

“Mais irlandeses e menos alemães no Algarve”

A ocupação média por quarto em agosto nas unidades de alojamento do Algarve situou-se nos 93,6%, valor que apresenta uma quebra de 0,4% em comparação com o período homólogo de 2018, revelou ontem a principal associação hoteleira algarvia. (…) Quanto aos mercados emissores de turistas para o Algarve, o “irlandês foi o que apresentou a maior subida, com mais 26,2%”, a larga distância do britânico, cujo aumento se situou nos 2,9%, elencou a AHETA. Em tendência contrária, os dois mercados com maiores descidas registadas foram o “alemão (menos 19,1%) e o holandês (menos 5,4%)”.

“Revive Natureza recupera imóveis devolutos”

Foi ontem aprovada a criação de um programa que promove a recuperação de imóveis públicos devolutos inseridos em património natural. Segundo o ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza, o “Revive Natureza” já tem 96 imóveis identificados, sendo que a maioria são antigas casas de guardas florestais.

Jornal Económico

“Madeira. Turismo com quebras nas receitas e dormidas”

O turismo da Madeira apresentou em junho uma quebra de 2,3% e de 3,3% nas dormidas e nos proveitos totais. Em junho foram contabilizadas 766,2 milhares de dormidas enquanto que os proveitos totais se fixaram em 39,1 milhões de euros. O rendimento médio por quarto (RevPAR) teve uma descida de 4,2% para os 49,57 euros.

Correio da Manhã 

“Aeroporto de Lisboa falha horários”

Os aeroportos portugueses, geridos pela ANA, estão entre os que mais atrasos registam, de acordo com a AirHelp, organização especializada em direitos dos passageiros. Lisboa é o 10.º pior classificado neste ranking. “No aeroporto da capital, 4 em 10 voos sofreram perturbações”, entre junho e julho.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Nacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.