Volta Nacional: “Airbnb corta nas taxas para ganhar hotéis ao Booking”

Volta Nacional: “Airbnb corta nas taxas para ganhar hotéis ao Booking”

Jornal de Notícias

“Airbnb corta nas taxas para ganhar hotéis ao Booking”

É o derradeiro golpe numa batalha já longa com a Booking. A partir de hoje, a Airbnb acaba com o sistema de comissões partilhadas entre o alojamento e o hóspede passando a cobrar uma taxa única de 14% ao fornecedor do serviço, sempre que se trate de um anfitrião profissional. A medida pretende conquistar hotéis e clientes ao Booking, que detém o monopólio mundial das reservas de alojamento.

“Aeroporto do Porto é dos mais restritivos nos voos noturnos”

O Regulamento Geral do Ruído proíbe a aterragem e descolagem entre a meia-noite e as seis horas, “salvo por motivo de força maior”, mas, além desta razão, cada aeroporto tem um número de movimentos aéreos permitidos durante a noite. O aeroporto Francisco Sá Carneiro é um dos menos permissivos. No Porto, as regras permitem até 2100 movimentos noturnos anuais. Isto é, 11 movimentos diários; 70 semanais.

Jornal de Negócios

“ANA entregou 400 milhões em dividendos ao grupo Vinci”

A ANA – Aeroportos de Portugal entregou 400 milhões de euros em dividendos ao seu acionista único, os franceses do grupo Vinci. O montante foi calculado com base nos lucros obtidos pela entidade gestora dos aeroportos nacionais em 2016, 2017 e 2018, os quais se cifraram em 168,4 milhões, 248,4 milhões e 282,2 milhões de euros, respetivamente.

Correio da Manhã

“SEF com mais 45 inspetores no aeroporto”

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi reforçado com 45 novos inspetores, que iniciaram o estágio ontem, no Aeroporto de Lisboa. “Face à duplicação do número de estrangeiros não Schengen que chegam a este aeroporto, é necessário um corpo de inspetores cada vez maior. Temos vindo a trabalhar para isso”, afirmou, na cerimónia, Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna. (…) José Luís Arnaut, da ANA – Aeroportos, disse que foi feito um “investimento nas instalações para os quadros no SEF” no valor de 1,3 milhões de euros.

“Voo obrigado a regressar”

Uma emergência médica terá estado na origem do regresso de um avião ao Aeroporto de Ponta Delgada 15 minutos após ter levantado voo. O avião, da Euroatlantic Airways, ao serviço da SATA, levantou às 9h22 e devia chegar ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro (Porto) às 11h55, mas acabou por ser obrigado a voltar a São Miguel. O voo acabou por seguir mais tarde: aterrou no Porto às 15h06.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Nacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.