Volta Nacional: “Companhias exigem limites à subida de taxas nos aeroportos”

Volta Nacional: “Companhias exigem limites à subida de taxas nos aeroportos”

Categoria Home

Diário de Notícias
“Companhias exigem limites à subida de taxas nos aeroportos”
Uma viagem de avião, de ida e volta, entre Milão e Paris, custava em média 400 euros há 25 anos. Neste ano, a mesma viagem custa apenas 25, mas as companhias aéreas estão a pagar taxas de aeroporto que aumentaram, em média, 80% na última década. Com uma centena de companhias aéreas a competir por passageiros e rotas mais procuradas, a rentabilidade desceu a pique e os céus europeus encheram-se de turbulência, afetando, mais recentemente, a Alitalia, a Monarch Airlines e até a Ryanair.

Jornal de Negócios
“TAP prevê dobrar lucros em 2017”
A TAP espera dobrar os lucros este ano. A companhia aérea fechou 2016 com lucros de 34 milhões de euros, depois de ter registado prejuízos de 99 milhões em 2015. “Esperamos dobrar o lucro em 2017, comparado com 2016”, previu o vice-presidente da TAP Elton D’Souza numa entrevista à Centre for Aviation.

“Hotéis da Lena já têm ok dos credores para recuperação”
Os credores da área de turismo do grupo Lena, em que o Novo Banco é o maioritário, aceitaram os planos de recuperação apresentados pelas duas empresas visadas. Resta, agora, que a decisão se torne definitiva.

“Grupo Lena pede apoio para superar dificuldades”
Embora não tenha comentado os Processos Especiais de Revitalização do ramo turístico, o grupo Lena pediu publicamente à banca e aos fornecedores o seu apoio, de forma a ultrapassar as actuais “dificuldades”. Foi essa a reação do grupo à acusação do Ministério Público no âmbito da Operação Marquês, em que os procuradores pedem, inclusive, que a empresa fique impedida de participar em obras públicas.

“Uma casa de 50 mil na Baixa? «Nem uma garagem»”
O Salão Imobiliário de Portugal terminou este domingo, 22 de outubro. Entre as agências presentes, a oferta em Lisboa esteve em destaque. São preços que começam a fugir àquilo que as famílias portuguesas podem, em média, pagar.

Sol
“Turismo na Catalunha já caiu 15% desde o referendo”
A instabilidade social e política, as imagens da violência policial e das manifestações quase diárias e o período de enorme incerteza que a Catalunha atravessa desde o passado dia 1 de outubro – data da realização do referendo sobre a independência catalã, não reconhecido pelo Governo de Madrid – já estão a ter impacto negativo na economia da região autónoma.

Economia
“Frasquilho visita parceiros da TAP”
O presidente da administração da TAP esteve na quinta-feira no Wings Club, em Nova Iorque, a convite de David Neeleman, evento que junta os principais grupos mundiais da indústria da aviação. Miguel Frasquilho aproveitou a ocasião para conhecer a operação das companhias parceiras da TAP e ambas fundadas por Neeleman: a Jet Blue e a Azul.

“Controlo aéreo em risco de colapso”
O sistema de controlo e gestão de tráfego aéreo utilizado pela NAV – Navegação Aérea de Portugal chegou ao limite, tendo registado já quatro falhas de funcionamento em 2017.

“Lisboa não cresce sem espaço aéreo”
Apesar da discussão em torno do aeroporto do Montijo como infraestrutura complementar à do Aeroporto Humberto Delgado, o travão à capacidade e ao crescimento do tráfego em Lisboa é o espaço aéreo. “A capacidade do aeroporto depende do nível de saturação de todas as partes, e o que verificamos atualmente é que, dos slots recusados, o motivo quase exclusivo é por limitação de espaço aéreo. Este espaço aéreo por sua vez por sua vez depende do volume de espaço disponível e configuração do mesmo e das ferramentas disponíveis para o gestor do espaço aéreo, sejam sistemas e tecnologia, sejam recursos humanos”, adianta Carlos Lacerda, presidente executivo da ANA – Aeroportos de Portugal.

“2,5 milhões de euros para reconstruir antigo hotel da Unicer”
As conversas são como as cervejas, diz a sabedoria popular. Os negócios também, acredita Catarina Pinto da Costa, presidente executiva do Grupo Pinto Costa & Carriço, que vai investir 2,5 milhões no velho Grande Hotel do Pezo, depois de ter assumido uma participação de 49% na Cura Aquae, a empresa que gere a concessão das Termas de Melgaço, mesmo ao lado da sua nova propriedade.

“Airbus entra na Bombardier. ‘Guerra’ com Boeing sobe de tom”
A fabricante de aviões europeia Airbus anunciou que vai tomar uma participação maioritária na unidade de negócio de aviões Série C da canadiana Bombardier. A parceria diz respeito à construção de uma aeronave de médio alcance, com 150 lugares, o que coloca a rival norte-americana Boeing em xeque, já que detinha o monopólio (partilhado com a Airbus) deste segmento. O anúncio do acordo provocou logo uma reacção nas ações das empresas.

Mercado
“Independência da Catalunha custará 1,8 mil milhões de euros ao turismo”
O referendo pela independência catalã já causou uma queda de 15% nos negócios do turismo, segundo o vice-presidente executivo da Exceltur, José Luis Zoreda, citado pelo La Vanguardia. Até ao final do ano, há cortes nos investimentos do setor e uma quebra de 20% nas reservas do último trimestre.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Nacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.