Volta Nacional: “Governo recusa Alcochete ou Beja como alternativas ao Montijo”

Volta Nacional: “Governo recusa Alcochete ou Beja como alternativas ao Montijo”

Negócios:

“Governo recusa Alcochete ou Beja como alternativas ao Montijo”

Pedro Marques recusou alternativas ao Montijo, seja Alcochete ou Beja, desde logo pela distância a Lisboa. A opção pelo campo de tiro, salientou, faria com que a capital perdesse 114 milhões de passageiros.

Correio da Manhã:

“Grupo Pestana não sobe salários”

A Federação dos Sindicatos da Hotelaria (FESAHT) lamentou ontem que o grupo Pestana não tenha intenção de atualizar em 2019 os salários dos trabalhadores das Pousadas de Portugal e vai reunir plenário para decidir “medidas a tomar” revelou em comunicado a FESAHT.

“Sonae Capital compra Aqualuz por um euro”

A Sonae Capital anunciou que vai assumir a exploração do hotel Aqualuz Suite Hotel Lagos, após a compra da Aqualuz – Turismo e Lazer, no Algarve por um euro. A CMVM a empresa refere que a exploração do hotel “tem acompanhado a evolução positiva do setor hoteleiro português”. A compra é feita à Efanor.

 Jornal de Notícias:

“Convento abandonado transformado em hotel”

Devoluto há vários anos, o Convento de Santo António dos Capuchos vai ser reabilitado para dar origem a um hotel de 4 estrelas. Propriedade do Estado, o imóvel ficará na posse de três empresários pelo período de 50 anos, contra o pagamento de uma renda anual de 40 100 euros. O investimento é de 4,5 milhões de euros que fica igualmente a cargo do concessionário.

Jornal I:

“Taxa de ocupação desceu no Algarve”

A região do Algarve registou em janeiro, uma taxa de ocupação média por quarto de 3,4%, uma diminuição de apenas 3% face ao mesmo período do ano passado. De acordo com os dados da AHETA, o mercado nacional aumento 0,7% e compensou as descidas dos principais mercados externos. A maior quebra foi do mercado holandês com menos 0,5%.

Público:

“Um elétrico no aqueduto? O orçamento participativo é uma caixa de surpresas”

Lisboetas querem ter uma palavra a dizer no urbanismo, nos espaços verdes, na mobilidade. Votação arranca em março. O objetivo é fazer transitar o “elétrico que parte das Amoreiras, passa a Serafina e acaba na Cova da Moura ou Alto da Boavista”, esta foi a ideia que um que um cidadão criativo submeteu ao orçamento participativo de Lisboa (OP).

“Fortalezas da raia: uma rota para atrair o turismo e celebrar a paz em antigos palcos de guerra”

Projeto envolve fortalezas de Valença, Almeida e de Elvas e o Castelo de Marvão. O Turismo de Portugal aprovou a candidatura intermunicipal ao Valorizar, programa de apoio ao interior criado em 2017, e vai investir 270 mil euros dos 300 mil necessários à criação do roteiro – os Vitorino,  de Marvão, e Nuno Mocinha, de Elvas.

 

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Internacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.