Volta Nacional: “Nem tudo o que é turismo é bom, tem de estar integrado”

Volta Nacional: “Nem tudo o que é turismo é bom, tem de estar integrado”

 

Público

“Via Algarviana em risco de abandono após um investimento de 1,2 milhões”

A Via Algarviana – a grande rota pedreste que atravessa o interior da região – corre o risco de ficar ao abandono. Após o investimento de 1,2 milhões de euros para criar uma via que conduz o turista a novos destinos na natureza, os municípios não se enendem quanto a modelo de gestão e sustentabilidade do projecto. “Não há condições”, diz a coordenadora do projecto VA, enquanto arruma os dossiers a aguardar por dias melhores. A candidatura dos fundos comunitários que suportava o projecto gerido pela associação ambientalista Almargem, terminou no fim do mês de Julho.

i

“São Torpes. A praia onde a água é mais quente”

Junto ao pontão, em frente à central termoeléctrica, a água chega quase aos 30 graus. Nem em Saint Tropez.

“Conheça os seus direitos para ter umas férias tranquilas”

Ir de férias é sinónimo de descanso, mas isso nem sempre acontece principalmente se ocorrem imprevistos. Para conseguir ir mais descansado e poder aproveitar os dias de descanso duramente conquistados é necessário conhecer os seus direitos enquanto consumidor. Tudo isto para que possa evitar sobressaltos desagradáveis. A verdade é que a falência de agencias de viagens nesta altura do ano é mais vulgar do que julga. E este tipo de imprevistos dificultam ou podem, até mesmo, impedir a realização da viagem.

“Motonáutica. Nunca a corrente de H2O foi tão rápida no Douro”

Porto e Gaia receberam pela primeira vez o Mundial de Fórmula 1 de motonáutica. Ao longo de três dias de testes e corrida, as águas do Douro conheceram a sua mais veloz agitação – estes monolugares têm mais d 400 cavalos e precisam apenas de quatro segundos para ir dos 0 aos 160 km/h”.

Expresso

“Nem tudo o que é turismo é bom, tem de estar integrado”

Adolfo Mesquita Nunes reconhece que o sucesso traz desafios, mas recusa a discussão dos que querem “turismo sem turistas”. “Já chegámos à conclusão – o presidente da Câmara de Lisboa ainda há pouco o disse – que o turismo tem permitido uma reabilitação urbana sustentável de Lisboa. Dizem que há certas zonas da cidade que estão a ser povoadas por estrangeiros e isso lhes retira autenticidade. O que eu pergunto é se em determinadas zonas o Estado central deve proibir  as pessoas de disporem dos seus bens, ou hoteleiros de construírem aí, desde que cumpridas as regras urbanísticas.

“O feitiço da água fria”

Começou por ser destino terapêutico para quem tinha dinheiro, faz agora precisamente 200 anos. Foi longo o caminho até à praia de lazer.

“Porto no radar dos investidores”

A Baixa do Porto entrou numa nova etapa da sua capacidade de atracção de investimento imobiliário. O boom recente no turismo está a revolucionar a Invicta e a ter impacto a vários níveis – do comércio à hotelaria, passando por novidades recentes como a procura de espaços em zonas prime para a abertura de lojas de luxo até então só focadas no mercado lisboeta.

Correio da Manhã

“Mercado medieval deu 60 mil euros de lucro”

Certame recebeu mais visitantes trajados a rigor e maior número de turistas estrangeiros.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Nacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.