Volta Nacional: “Netviagens faliu com Saudade depois do GES”

Volta Nacional: “Netviagens faliu com Saudade depois do GES”

Jornal de Notícias

“Madeiro quer chegar à UNESCO”

Três e meia da tarde. Passa mais de duas horas do momento anunciado para a chegada do madeiro a Penamacor, que a Câmara quer que seja património da humanidade.

Correio da Manhã

“Lisboa abraça magia do Natal”

O mundo do Natal está à sua espera em Lisboa, na Praça do Municipio. Visite a Casa do Pai Natal, a Oficina dos Duendes, a Ilha das Guloseimas e dê uma volta no carrossel. Compre a prenda ideal para oferecer aos que o fazem sorrir todos os dias, numa das 34 barraquinhas de artesanato, produtos portugueses, brinquedos, vinhos e gastronomia presentes no grande Mercado até ao dia 24.

Económico

“Não há atrasos significativos no arranque do Portugal 2020”

100 milhões em 100 dias. Foi uma das promessas que o novo primeiro-ministro fez na apresentação do seu programa de governo. Apontando o dedo a uma lenta execução do novo quadro comunitário de apoio, António Costa frisou que até agora só houve pagamentos efectivos a 15 empresas ou associações empresariais. O presidente do IAPMEI garante, em entrevista ao Económico, que “não há atrasos significativos no arranque do Portugal 2020” e que “é expectável que haja um crescimento significativo da execução até ao final do ano”. “O ritmo de pagamento está em aceleração e seria normal que assim acontecesse”, frisa.

“Netviagens faliu com Saudade depois do GES”

A primeira agência de viagens online 100% portuguesa já não mora na internet. O endereço virtual “netviagens.com” está indisponível, os telefones de contacto da agência inoperacionais. Sem qualquer pré-aviso, simplesmente desapareceu. O portal judicial Citius confirma o destino da empresa: há pouco mais de uma semana, o Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa decretou a insolvência da Netviagens, que foi requerida por um seu fornecedor, a Soliférias. Com a gestora judicial, Maria Teresa Martins Revês, ainda “sem saber rigorosamente nada” sobre o processo, a Soliférias a mostrar-se indisponível para prestar declarações sobre a Netviagens, o Negócios tentou contatar o dono da empresa falida – Gonçalo Brito Monteiro Saudade e Silva. Sem sucesso.

“Campo das Cebolas e Cais do Sodré vão abrir-se ao rio e aos lisboetas em 2017”

Quando chegarem ao fim as obras de requalificação do Campo das Cebolas, do Corpo Santo e do Cais do Sodré, Lisboa terá “toda uma nova frente ribeirinha”, “extraordinariamente ampla” e aberta à “fruição pública por todos os munícipes”. Quem o diz é o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, segundo quem estas empreitadas, que representam um investimento de 18 milhões de euros, estarão concluídas “no prazo de um ano e meio”.

“Vistos Gold voltam a abrandar em Novembro”

A concessão de vistos gold abrandou em Novembro, face a Outubro, totalizando 72 Autorizações de Residência para a actividade de Investimento (ARI), num valor global de 45,4 milhões de euros, de acordo com os dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

“Conferência reúne indústrias do Turismo Residencial e do Golfe”

É já amanhã que se realiza a Conferência Nacional do Turismo Residencial e o Golfe, indústrias cujas sinergias tem permitido captar um volume significativo de investimento estrangeiro.

“Estrangeiros compram mais casas de luxo nos principais destinos turísticos portugueses”

O mercado de habitação de luxo, à semelhança de muitos outros, mudou os últimos três anos e, atualmente, são os estrangeiros quem mais compra imóveis deste segmentos nos principais destinos turísticos portugueses, como Lisboa, Madeira ou Algarve, ou até num destino emergente como a Costa Alentejana.

“Novo empreendimento na Comporta comprova dinamismo do Litoral Alentejano”

O Spatia Comporta Country Residences é um dos projetos em curso no Litoral Alentejano, confirmando a dinâmica desta zona para o mercado de segunda habitação, acredita a Engel & Volkers, que comercializa o projeto.

“Novos investidores chegam ao turismo residencial português”

Investidores de nacionalidades até agora pouco expressivas em Portugal estão a entrar na promoção de projetos para segunda habitação e a sua vinda deverá ter impacto significativo na captação de novos players para este mercado.

“Turismo dá o mote para internacionalizar casas da Modular System”

As casas modulares da Modular System já dão cartas nos projetos turísticos em Portugal e vão capitalizar este segmento para iniciar o processo de internacionalização.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Nacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.