Volta Nacional: “Pequenas empresas de turismo com mais apoios”

by Inês Gromicho | 12 Janeiro 2021 10:41

Diário de Notícias

“Receitas dos casinos reduzidas a metade”
Os 11 casinos portugueses fecharam 2020 com uma quebra histórica nas receitas do jogo. Os proveitos da exploração de máquinas automáticas e jogos bancados atingiram os 157,8 milhões de euros, um decréscimo de 49,9% face aos 315,2 milhões de euros de 2019, segundo a Associação Portuguesa de Casinos.

Público

“A chegada da linha de ferro ao aeroporto de Faro assume uma posição estratégica”
A chegada da linha de ferro ao aeroporto de Faro assume uma posição estratégica para o desenvolvimento do Algarve. A prioridade é assumida pelo novo presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR), José Apolinário, que afirma que o benefício não se traduz apenas na maior facilidade e mobilidade de passageiros. A questão da segurança é igualmente relevante.

Pequenas empresas de turismo com mais apoios”
A linha de apoio financeiro criada em março para ajudar as microempresas ligadas ao turismo a resistir aos efeitos da Covid-19 passa, a partir de hoje, a incluir também as pequenas empresas. A alteração, publicada ontem em Diário da República, implica um reforço da dotação no valor de 10 milhões de euros, passando assim esta linha para o total de 100 milhões. Para terem apoio a fundo perdido, as empresas não podem despedir até final de setembro, tendo como referência o quadro pessoal de 30 de novembro de 2020. Já o valor máximo do apoio passa para 30 mil euros.

Jornal de Notícias

“Turismo em Braga recua aos números da crise económica”
A pandemia veio travar a onda de crescimento do turismo na cidade de Braga e deixou a restauração e hotelaria a desesperar por clientes. A Associação Comercial estima que os hotéis tenham terminado o último ano com 284 mil dormidas, um número próximo das 293 mil dormidas registadas em 2013, época da crise económica. Para recuperar uma perda de sete anos, os operadores turísticos acreditam que vão ser necessários, pelo menos, quatro anos.

“Futura escola-hotel de Guimarães em edifício sustentável”
As primeiras imagens da futura Escola de Hotelaria e Turismo de Guimarães foram apresentadas ontem. A empresa responsável pelo projeto, Workbook, revelou que a escola será composta por dois edifícios, um reabilitado e outro novo. A casa vai ser requalificada para funcionar como hotel formativo, ao passo que na zona do jardim vai nascer um novo edifício universitário para albergar salas de aula. A escola-hotel vai ser gerida pelo Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) e pretende receber pelo menos 1500 alunos.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Nacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.

Source URL: https://www.ambitur.pt/volta-nacional-pequenas-empresas-de-turismo-com-mais-apoios/