Volta Nacional: “Receitas geradas no turismo duplicaram depois da troika”

Volta Nacional: “Receitas geradas no turismo duplicaram depois da troika”

Diário de Notícias

“Receitas geradas no turismo duplicaram depois da troika”
O turismo foi um dos principais motores da recuperação económica do país, assim como os setores do imobiliário e construção, e da indústria, nestes 10 anos após o pedido de assistência internacional que o governo de José Sócrates formalizou a 6 de abril de 2011. As receitas do turismo mais do que duplicaram, passando de 8,1 mil milhões de euros, nesse ano – em que o défice atingiu os 7,7% do PIB, quando o limite era 3% – para 18,4 mil milhões, em 2019. Aquando da entrada da troika no país, os estabelecimentos hoteleiros contabilizavam 14 milhões de hóspedes, valor que subiu para mais de 29 milhões no ano que antecedeu a chegada da pandemia.

Jornal de Notícias

“Braga rejeita ter comprado prémio de Melhor Destino”
A Câmara de Braga rejeita as acusações que dão conta que o prémio de Melhor Destino Europeu foi “comprado”, depois de no portal Base terem surgido dois contratos públicos, num total de 86.360 euros, entre o município e o presidente da organização que atribui o prémio, Maximilien Didier Lejeune. A autarquia assume que a inscrição no concurso teve um custo de 16.830 euros, “como ocorre com quaisquer cidades portuguesas ou europeias que se queiram candidatar” e justifica que um segundo contrato com o dono da organização, de 70 mil euros, serviu para publicidade, depois de se saber que a cidade saiu vencedora.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Nacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.