Volta Nacional: “Setor da aviação civil perdeu 1,5 mil milhões de euros com pandemia”

by Inês Gromicho | 7 Janeiro 2022 10:32

Expresso

“56,8 milhões para Lisboa”
Direção-Geral do Património, Câmara Municipal de Lisboa e Associação de Turismo assinaram protocolo para a requalificação de 15 museus e monumentos. Foi ontem assinado o contrato de 56,87 milhões, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que vai permitir realizar obras de fundo em vários edifícios culturais em Lisboa. As maiores fatias vão para o Teatro Nacional de São Carlos (27,9 milhões de euros) e para o Museu Nacional de Arqueologia (24,5 milhões). A verba total do PPR para a salvaguarda do património cultural é de 150 milhões, a repartir por 46 museus, palácios, monumentos e teatros nacionais.

“Iberia e Air Europa: A história de um fracasso”
A Iberia e a Air Europa desistiram da fusão, depois de há dois anos a companhia espanhola de bandeira se ter mostrado disposta a pagar 1.000 milhões de euros. Com a confirmação do naufrágio do ambicioso plano (que faz parte do grupo IAG, do qual fazem parte também a British Airways, a Vueling e a Aer Lingus) vê-se obrigada a renunciar, de momento, a converter o aeroporto de Barajas no grande hub do sul da Europa, dominante nos voos para o continente americano.

Jornal i

“Alojamento local. Natal e Ano Novo com 40% das reservas canceladas”
A ALEP diz que é “preciso pensar um pouco mais à frente adiar o início do reembolso dos empréstimos das linhas de apoio, na maioria agendado para junho de 2022”, sendo também “fundamental” adiar o período de carência do reinício dos reembolso por pelo menos mais um ano e sempre a seguir ao verão.

Jornal de Notícias

“Grupo Sata com melhor dezembro de sempre”
As companhias aéreas do grupo SATA transportaram, em dezembro de 2021, 97 mil passageiros, um acréscimo de 3471 passageiros, quando comparado com o melhor ano de sempre, 2007.

Jornal de Negócios

“Coronavírus joga fora 173 milhões dos casinos”
Os casinos portugueses fecharam 202 com receitas de 141,8 milhões de euros, menos 55% do que os 315,2 milhões registados no último ano “normal”, com a quebra face a 2020 a situar-se nos 10,2%, mas em dezembro passado a faturação homóloga cresceu 60%

“Setor da aviação civil perdeu 1,5 mil milhões de euros com pandemia”
A Covid-19 ditou prejuízos históricos para o conjunto das empresas do setor da aviação civil. De acordo com a ANA, em 2020, o volume de negócios agregado caiu quase 55% e o emprego mais de 9%, mas o investimento aumentou 27% face a 2019.

Jornal Económico

“Qatar Airways sinaliza interesse na compra da Groundforce”

“Amorim Luxury e Vanguard chegam a acordo de separação na Comporta”
Operação passa pela venda de 50% da Percentagem Impecável Vanguard Properties. A Amorim Luxury recebe cinco milhões de euros e fica com a concessão do restaurante Sal e 100 hectares de terreno de frente praia. Operação exige autorização da CGD.

“Montepio ataca TAP S.A. por elaborar plano de insolvência da Groundforce”

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Nacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.

Source URL: https://www.ambitur.pt/volta-nacional-setor-da-aviacao-civil-perdeu-15-mil-milhoes-de-euros-com-pandemia/