Volta Nacional: “TAP não vai crescer durante dois anos pelo menos, diz o CEO”

Volta Nacional: “TAP não vai crescer durante dois anos pelo menos, diz o CEO”

Jornal Económico:

“TAP não vai crescer durante dois anos pelo menos, diz o CEO”

A ineficiência da operação do aeroporto Humberto Delgado chegou ao limite, alertou o presidente executivo da TAP, Antonoaldo Neves, realçando que, desta vez, a TAP corre o risco de parar de crescer por não ter condições para aumentar a sua operação em Lisboa, nem garantias de eficiência da infraestrutura aeroportuária que permitam assumir novos compromissos com mais aviões e a contratação de tripulação para operar esses novos aviões.

“Turismo vai ser “setor estratégico” no próximo quadro comunitário”

O Turismo deverá ser considerado “estratégico” no próximo quadro comunitário de apoio (QCA) 2021-2027 e ser dotado de uma “gaveta” de fundos específicos para o setor. Esta é, pelo menos, uma das conclusões do processo participativo da Estratégia Regional de Especialização Inteligente (S3 NORTE 2027), no âmbito da revisão das prioridades de investimento do próximo QCA elaborado pela Comissão de Coordenação Regional do Norte (CCDR-N). O presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal espera que no próximo QCA “se mantenha esta importância que a CCDR-N deu e está a dar no setor”.

Jornal I:

“TAP: Prejuízos de 105 milhões de euros em 2019”

O grupo da TAP, que inclui empresas participadas como a TAP Air Portugal, a TAPGER, a Portugália, a Aeropar Participações, a TAP Manutenção e Engenharia Brasil, S.A e a Groundforce Portugal, sofreu prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, um valor ligeiramente abaixo dos 118 milhões registados no ano anterior.

Jornal de Notícias:

“Mudanças nos aviões custa 55 milhões à TAP em 2019”

Dos 105 milhões de euros do prejuízo da TAP relativos a 2019 (uma melhoria face aos 118 milhões de 2018), uma parte está ligada à renovação da frota da companhia portuguesa. “Não há como falar dos resultados de 2019 sem mencionar o investimento brutal feito para a chegada de novas aeronaves”, justificou Raffael Quintas, CFO. No total, o investimento rondou 1,5 mil milhões.

Negócios:

“Aeroporto de Lisboa: Venezuela pede investigação”

O Ministério Público da Venezuela pediu ontem às autoridades portuguesas para investigarem uma alegada “cumplicidade interna” no aeroporto de Lisboa com uma rede de tráfico de drogas a partir de território venezuelano.

 

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Nacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.