Volta Nacional: “TAP só admite mais oferta no Porto se solução for «rentável»”

Volta Nacional: “TAP só admite mais oferta no Porto se solução for «rentável»”

Diário de Notícias

“TAP descarta alívio nos cortes salariais dos trabalhadores”
O entendimento entre a TAP e os trabalhadores parece não estar para breve. No cento da discórdia estão os cortes salariais impostos pelos Acordos Temporários de Emergência, assinados pelas duas partes no âmbito do programa de reestruturação aprovado pela Comissão Europeia. Com os aviões a levantar voo em força à boleia da retoma do tirismo no verão, os sindicatos exigem à companhia a reposição dos salários.

“Lisboa mantém-se rainha nos negócios, turismo e trabalho”
Lisboa, Porto, Cascais, Braga, Coimbra, Vila Nova de Gaia e Sintra ocupam os sete primeiros lugares no TOP 25 nacional quando sujeitos a uma análise sobre o clima de negócios, o desempenho turístico e as oportunidades que oferecem a novos residentes. Este ranking surge no âmbito do último estudo da Bloom Consulting aos 308 municípios portugueses e, também sem surpresas, regista não haver nenhuma alteração nestas sete posições relativamente ao ano passado.

Jornal de Notícias

“TAP só admite mais oferta no Porto se solução for «rentável»”
A presidente da Comissão executiva da TAP afirmou ontem, no Parlamento, que o único critério para se aumentar a oferta de rotas no Aeroporto do Porto é as soluções encontradas serem “rentáveis”. Garantiu estar de “boa fé” quanto ao tema, alertando também que os custos com combustível poderão ser 300 milhões de euros superiores ao esperado. Já o presidente do conselho de administração, Manuel Beja, estimou que a companhia comece a devolver em 2025 o dinheiro que o Estado injetou.

Jornal i

“TAP: Combustíveis e valorização do dólar penalizam reestruturação”
Companhia prevê começar a pagar dividendos ao Estado, único acionista, em 2025, a partir do momento em que começar a ter lucro.

“Bruxelas aprova ajuda de 453,25 milhões para reestruturar SATA”
SATA passa a ter um limite máximo na sua frota até ao final do plano de reestruturação.

Público

“TAP pretende devolver dinheiro do Estado «o mais depressa possível»”
Presidente da TAP não se compromete com datas e diz que há desafios com o aumento dos juros, inflação e combustíveis,

“SATA já tem luz verde de Bruxelas na ajuda estatal para reestruturação”
“O plano destina-se a melhorar as operações e os horários da SATA, bem como a reduzir os custos”, sublinha Bruxelas.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Nacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.