Windpassenger: Um passeio pelos céus de Portugal

Windpassenger: Um passeio pelos céus de Portugal

windpassengerSe o seu sonho é voar de balão mas nunca teve a ousadia, ou a oportunidade, para o fazer, Guido Van Der Velden dos Santos garante que com a Windpassenger basta embarcar e desfrutar da viagem. Na verdade a empresa foi fundada em 2004, e desde então já transportou mais de 20 mil passageiros, com uma equipa de pilotos experientes e qualificados. Mas a paixão pelo balonismo é mais antiga, começando com o pai, Carlos Manuel Serra dos Santos, que viu pela primeira vez um balão de ar quente em 1978, na cidade holandesa de Utrecht, e que passou esta paixão para o filho, que o acompanhava nas suas viagens desde 1989. Ao longo de quase 30 anos a experiência de sobrevoar Portugal (incluindo Açores e Madeira), Holanda, Espanha, França, Suíça, Emirados Árabes Unidos, Marrocos e Angola levou Guido a criar a Windpassenger, dedicando-se em exclusivo a balões de ar quente. O objetivo, assume o responsável, era “poder partilhar a incrível sensação de subir em altitude a bordo de um balão de ar quente”. E para tornar a experiência ainda mais inesquecível, a empresa tem o maior balão de ar quente da Península Ibérica, com lugar para 24 pessoas e dois pilotos, oferecendo mais espaço e conforto.
Se a segurança o preocupa saiba que esta é uma empresa “com a cabeça nas nuvens mas os pés bem assentes no chão”, sublinha Guido Van Der Velden dos Santos. A Windpassenger conta com todos os certificados, seguros e licenças da European Aviation Safety Agency (EASA) e é inspecionada todos os anos por uma empresa CAMO (Continuing Airworthiness Management Organisation). “Tudo para lhe garantir a máxima qualidade e segurança, desde o primeiro momento”, realça. A Windpassenger está habilitada a realizar voos em todo o país e dá ainda apoio a formação, licenciamento das práticas de balonismo, registo e certificação na ANAC, organização e manutenção (AMO) ou continuação da certificação (CAMO).
windpassengerDescole com a Windpassenger a partir de:
– Coruche/ Ribatejo (sede)
– Lisboa/ Vale do Tejo
– Setúbal/ Tróia
– Montemor-o-velho/ Centro
– Porto/ Norte
– Alentejo
– Algarve