WTM London: AP Hotels & Resorts abre novo hotel em Tavira em 2021

WTM London: AP Hotels & Resorts abre novo hotel em Tavira em 2021

A AP Hotels & Resorts voltou a marcar presença na WTM London, este ano. Sendo um grupo ainda recente no panorama hoteleiro nacional, Mar Bayo, diretora geral da AP Hotels & Resorts, afirmou à Ambitur.pt que “é importante dar a conhecer a marca que ainda está numa fase de consolidação e posicionamento”, acrescentando que a presença nas principais feiras de turismo, como a World Travel Market, é fundamental para “a troca de informações” e para “manter e estabelecer contactos, bem como ter uma ideia de como o nosso setor está a evoluir”.
Para já “a agenda está muito preenchida”, garante a responsável, que reconhece que o contacto presencial é muito importante. Além disso, a WTM London torna-se essencial pois é uma das primeiras a dedicar-se à próxima temporada, sendo “fundamental para preparar a próxima temporada”.

Outro fator crucial é que o mercado britânico é um dos principais mercados emissores desta cadeia hoteleira – que conta atualmente com seis unidades no Algarve. A novidade será a abertura, em 2021, de mais um hotel, o Cabanas Nature Resort, que está a ser construido de raiz, na zona de Tavira, junto ao atual Cabanas Park Resort. Com 180 novos quartos, a oferta global do grupo nesta zona privilegiada do Algarve será assim superior a 300 quartos. Mar Bayo sublinha que para já não há novos projetos em concreto mas garante que o presidente da AP Hotels & Resorts, António Parente, “é uma pessoa muito dinâmica e com muita visão”, estando ativamente à procura de novas oportunidades, sobretudo no Algarve mas também poderá ser na Região Centro.

Para já, as seis unidades existentes têm-se complementado com conceitos diferenciadores e dirigidos a públicos diferentes. Mar Bayo reconhece que o ano de 2019 começou “com algum respeito e algumas mudanças de tendências, nomeadamente o regresso de alguns destinos como a Turquia, por exemplo”, o que levou a AP Hotels & Resorts a notar algum abrandamento inicial. “Mas conseguimos compensar e acabámos por ultrapassar os objetivos iniciais, com ocupações acima dos 82% e, em alguns hotéis, 90%”, esclarece a responsável. Claro que a situação da Thomas Cook veio provocar perturbações e este grupo hoteleiro foi um dos afetados já que este “era um parceiro prioritário” há vários anos. Mas Mar Bayo garante que “conseguimos dar a volta por cima e encontrar novos parceiros, não só a nível de operadores turísticos como também de mercados emissores”.

Para 2020, o otimismo está presente mas Rafaela Faias, sales manager da AP Hotels & Resorts, admite que “há muita indecisão e incerteza” com a questão do Brexit, o adiamento das eleições, a perda de poder da libra e, consequentemente, perda de poder de compra dos britânicos.

Mar Bayo diz, no entanto, que a estratégia do grupo tem passado sempre por melhorar as unidades existentes e também por apostar no capital humano, algo que tem dado os seus frutos com “uma taxa de fidelização muito alta”.

Inês Gromicho, na WTM London 2019, com o apoio da easyJet.