WTTC defende que viajantes não vacinados não devem ser discriminados, submetidos a teste na partida

by Inês Gromicho | 12 Janeiro 2021 11:00

O World Travel & Tourism Council (WTTC) defende que os viajantes não vacinados não devem ser discriminados uma vez que, nomeadamente, testes abrangentes permitirão o movimento livre e seguro para todos.

Gloria Guevara, presidente e CEO do WTTC, afirma que “o WTTC apoia com todo o coração o teste na partida de todos os viajantes para garantir que os passageiros possam provar que não têm Covid-19 e, assim, evitar a propagação do vírus”. No entanto, “levará um tempo significativo para vacinar a população global, particularmente aqueles em países menos avançados, ou em diferentes faixas etárias, portanto, não devemos discriminar aqueles que desejam viajar mas não foram vacinados”.

Assim, “até agora, apenas uma pequena percentagem de pessoas em todo o mundo receberam a vacina, enquanto há um grande número que não a recebeu, mas que poderia ser testada, apresentar um resultado negativo e viajar com segurança”. Para Gloria Guevara, “a abordagem de bom senso é permitir a livre circulação de pessoas que podem apresentar um resultado negativo no teste, em vez de reservar viagens ou empregos para uma pequena minoria que foi vacinada”.

Além disso, a presidente e CEO do WTTC adianta que “os grupos mais vulneráveis devem ser priorizados, uma exigência de vacinação geral simplesmente discriminaria os grupos não vulneráveis, como a Geração X, Z e os millennials, que deveriam poder viajar com prova de um teste Covid negativo”.

Em suma, Gloria Guevara comenta que: “O WTTC há muito clama por um regime de teste rápido e económico reconhecido internacionalmente em pontos de partida em todo o mundo. Isso evitaria a exportação do vírus e ajudaria a restaurar as viagens internacionais.”

Source URL: https://www.ambitur.pt/wttc-defende-que-viajantes-nao-vacinados-nao-devem-ser-discriminados-submetidos-a-teste-na-partida/