WTTC: “Este será um verão forte para as viagens na Europa”

WTTC: “Este será um verão forte para as viagens na Europa”

Categoria Advisor, Associativismo

Esta foi a garantia de Gloria Guevara, conselheira delegada da WTTC, que participou num seminário organização pela Associação de Operadores Turísticos dos EUA (USTOA): “este será um verão forte para as viagens na Europa”. A responsável pediu aos governos que atuem de forma coordenada para permitir a “mobilidade” através de testes e requisitos de documentação coerentes.

Uma forma seria centrarem-se na “avaliação de risco individual” em vez de instituir proibições baseadas na avaliação de risco nacional, “pintando países inteiros com a mesma cor”.

Os países deveriam ter uma estratégia para relançar as viagens, assegurou Gloria Guevara, tal como fez o Reino Unido ao fixar a data de 17 de maio como provisória para aberturas das fronteiras do país. Se outros países abrandarem ou eliminarem as restrições, isso deveria abrir caminho para a recuperação da Europa para este verão.

“Devemos usar a tecnologia e trabalhar em conjunto para implementar soluções que permitam a mobilidade”. O objetivo do plano da WTTC é ter uma recuperação rápida “em forma de V”, como ocorreu após a crise financeira de 2008-9, em vez de uma recuperação mais lenta “em forma de U», como aconteceu com o 11 de setembro, graças a vários fatores:
– Coordenação: a necessidade dos países trabalharem juntos pois “as viagens não estão isoladas”;
– Foco na avaliação do risco individual em vez do risco nacional;
– Reforço dos protocolos de saúde e segurança, como o uso de máscaras e a vacinação;
– Apoio ao setor das viagens e turismo, incluindo a proteção dos trabalhadores e a necessidade de uma “estratégia de saída”, um plano para relançar as viagens.