WTTC: turismo supera crescimento da economia global em Portugal pelo 5º ano consecutivo

WTTC: turismo supera crescimento da economia global em Portugal pelo 5º ano consecutivo

Um novo relatório da WTTC revela que o importante contributo do setor do turismo e viagens para o PIB português continuou a superar a economia global, no ano passado, e que este setor será vital para a recuperação económica do país.

Esta análise indica que durante 2019, o setor do turismo e viagens sustentou mais de 900.000 postos de trabalho, ou 18,6% da mão-de-obra total do país. Também gerou 34,6 mil milhões de euros para o PIB da economia portuguesa, um aumento de 4,2% face ao ano anterior, ultrapassando assim o crescimento da economia global pelo quinto ano consecutivo.

O relatório demonstra que este crescimento superou o crescimento global do PIB quase triplamente em 2019, o qual cresceu apenas 1,6% no mesmo ano.

A WTTC explica ainda que os gastos de visitantes internacionais totalizaram 21,6 mil milhões de euros, representando quase um quarto (23,5%) do total das exportações de Portugal.

Este crescimento do turismo em Portugal resulta do facto de os Governo terem adotado uma estratégia ambiciosa de turismo que levou a um crescimento forte do número de visitantes de mercados não tradicionais tais como os EUA, Canadá, China e Brasil. A WTTC recorda que também resultou em vários prémios, incluindo ser nomeado como o “Melhor Destino Turístico da Europa” por três anos consecutivos.

Gloria Guevara, presidente e CEO da WTTC explica: “O Relatório de Impacto Económico 2020 WTTC mostra como o setor do turismo e viagens foi fundamental para a economia portuguesa o ano passado, sustentando mais de 900.000 postos de trabalho, o que corresponde a quase um quinto do número total de pessoas a trabalhar. A ambiciosa estratégia turística dos governos, como resultado de uma colaboração público-privada de sucesso, está a dar resultados fantásticos e um crescimento impressionante ao setor do turismo”.

O relatório indica também que Espanha e Reino Unido representavam, cada um, 14% de todos os visitantes de Portugal em 2019, com França a chegar aos 12%. Os turistas da Alemanha representavam 11% de todos os viajantes.

E adianta que em Portugal, os gastos com lazer excederam os gastos com negócios em quase seis para um, representando 85% do total, e os gastos internacionais representaram 70% comparado com 30% dos gastos domésticos.