Xénios 2020: Os melhores diretores de hotéis têm de estar “preparados para todas as situações adversas” que possam surgir

by Rita Inácio | 17 Março 2020 15:49

Numa altura de grande impacto do coronavírus no setor do Turismo, os diretores dos hotéis têm de “estar preparados para todas as situações adversas” que possam surgir pois são “o rosto” das unidades hoteleiras que gerem, 24 horas por dia e 365 por ano. Num mundo em “constante mudança”, estes profissionais têm de estar à altura do desafio para que possam superar expetativas de clientes e colaboradores. O truque é “gostar de pessoas”. A Ambitur foi ao encontro de alguns dos nomeados para Melhor Diretor de Hotel dos Xénios 2020, prémios atribuídos pela Associação de Diretores de Hotéis de Portugal (ADHP). 

António Esteves

O que é ser diretor de hotel?

Um diretor de hotel é “o rosto da sua unidade hoteleira”, afirma António Esteves, responsável pelo Troia Design Hotel. É “ser capaz de ser o motor de toda uma equipa”, prossegue Carlos Alves, diretor regional de Operações da Vila Galé, e “ser apaixonado pela profissão” que implica “estar disponível 24h e 365 por ano, garante Elda Dias, do Hotel São José Porto. Já o partner do Grupo Flagworld, Luís Correia, comenta que: “Não deixa de ser uma dona de casa com uma dimensão maior. Teremos que receber os nossos hóspedes como recebemos as nossas visitas em casa.”

O diretor do Troia Design Hotel explica que o que ditará o sucesso das empresas do setor será uma “liderança carismática”, uma “cultura orientada para o cliente” e “equipas vencedoras”. Por sua vez, João Sanches, diretor do Meliá Madeira Mare Resort & Spa, avança que “gerir um conjunto de pessoas que têm como finalidade servir da melhor maneira os outros que nos visitam e que acreditam em nós”.  Todos os diretores concordam que para gerir um hotel é fundamental “gostar de pessoas”, como revela Paulo Sassetti, do Tryp Lisboa Aeroporto.

Os desafios…

Mário Custódio

Os desafios são muitos mas, atualmente, os que se destacam é a adaptação à tecnologia e inovação pois “a distribuição e toda a área comercial está em constante mudança”, alerta Mário Custódio, e o recrutamento no sentido de “não apenas superar as expetativas dos hóspedes mas também exceder as expetativas dos colaboradores e acionistas”, defende Carlos Alves. Paulo Sassetti concorda pelo que “dá-me uma grande felicidade ver a evolução de carreira dos colaboradores”. Além disso, João Sanches atenta o desafio de “manter a estabilidade dentro da unidade”, não existindo o “diretor de escritório pois os desafios constantes obrigam-nos a ter outra postura”, contribui Luís Correia.

Existem obstáculos que obrigam um diretor a ser “flexível” e a ter sempre uma “resposta rápida e firme”. Por exemplo, “há cerca de dois ou três anos nunca pensaria que hoje teria como prioridade reduzir os plásticos que utilizamos nos hotéis, há duas ou três semanas nunca pensaria que a estratégia comercial poderia estar condicionada por uma epidemia”, reflete Mário Custódio. Luís Correia adiciona, concretamente, que “com a situação do coronavírus somos obrigados a tomar decisões de gestão ao dia”.  Ou seja, “temos de estar preparados para todas as situações adversas que nos surgem”, declara Elda Dias. Por todos estes desafios é que “a profissão é fascinante” termina João Sanches.

Elda Dias

Percursos profissionais

António Esteves, Troia Design Hotel

Licenciado em Direção Hoteleira, na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa (EHTL), e master em Gestão, conta já com uma experiência de 30 anos no setor hoteleiro dos quais 25 passados em cargos de chefia e direção. Trabalhou nos hotéis Tivoli Jardim, Lisboa, Oriente e Coimbra, e foi diretor de Alojamentos do Tróia Design Hotel antes de assumir a direção geral.

Carlos Alves, Vila Galé

Começou o seu percurso em Marketing, no Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo (ISCET), e tirou uma Graduação em Direção e Gestão Hoteleira, pelo Turismo de Portugal. Ocupou cargos de sales manager e marketing diretor até se estrear como diretor geral no Vila Galé Cascais. No mesmo grupo, onde ainda hoje se mantém, já integrou o Vila Galé Ericeira, Coimbra, e Braga. É hoje diretor regional de operações do Grupo.

Carlos Alves

Elda Dias, Hotel São José

Estudou Turismo e Gestão Hoteleira e o seu percurso começa como empregada de mesa do Grupo Fernando Barata, em Albufeira. Mais tarde, assume a direção da Estalagem Quinta do Paço e é rececionista e diretora comercial do Holiday Inn Porto. Em 2004, torna-se diretora do Hotel São José Porto onde se mantém “com muita satisfação e orgulho”.

João Sanches, Meliá Madeira Mare Resort & Spa

[1]

João Sanches

A sua “rampa de lançamento”, a nível pessoal e profissional, foi a ampliação do Hotel dos Navegadores (Monte Gordo) e a abertura do Hotel Almansor (Carvoeiro). Como diretor geral fez a abertura do Tivoli Tejo, o seu “melhor projeto profissional” e mudou-se para a Madeira, com o mesmo grupo para o seu primeiro 5*.

Luís Correia, Flagworld

Luís Correia

Formado em Hotelaria, no Porto, tirou a Pós Graduação em Direção e Gestão Hoteleira em Coimbra. O seu percurso profissional começou em F&B e Eventos e desenvolveu uma empresa de consultadoria a hotéis.

Mário Custódio, Epic Sana Algarve

Licenciou-se em Direção e Gestão Hoteleira pela Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE) e foi assistente de direção no Vila Galé. Dirigiu diversos hotéis do Grupo Tivoli, como as unidades de Lagos, Victória (Vilamoura), Palácio de Seteais e Carvoeiro.

Paulo Sassetti

Paulo Sassetti, Hotel Tryp Lisboa Aeroporto

Seguiu Gestão Hoteleira e “estreou-se” como assistente de direção e diretor de Comidas e Bebidas do Hotel Ipanema Porto. Foi diretor de Alojamento do Hotel Colina do Castelo e de F&B do Roca Mar Madeira. Foi diretor do Ibis Faro, Mercure Povoa de Varzim e Porto-Gaia, dos Tryp Oriente e Aeroporto e do Star inn Lisboa, e ainda diretor regional de Operação Zona Centro da Hoti Hoteis.

 

Os Nomeados a Melhor Diretor de Hotel: 

Endnotes:
  1. [Image]: https://www.ambitur.pt/wp-content/uploads/joao-sanches.gif

Source URL: https://www.ambitur.pt/xenios-2020-os-melhores-diretores-de-hoteis-tem-de-estar-preparados-para-todas-as-situacoes-adversas-que-possam-surgir/