Açores vê renovada a atribuição dos galardões “Top 100 Sustainable Destinations” e “Quality Coast Platinum”

Açores vê renovada a atribuição dos galardões “Top 100 Sustainable Destinations” e “Quality Coast Platinum”

Categoria Destinos, Explore

A ilha dos Açores acaba de ser novamente distinguida como um destino sustentável a nível mundial através da renovação dos galardões “100 Destinos Mais Sustentável” e “Quality Coast Platinum”, durante uma gala promovida, recentemente, pela Green Destinations.

O prémio “100 Destinos Mais Sustentáveis”, criado para celebrar os esforços efetuados pelos destinos turísticos mais sustentáveis do mundo, tem como objetivo incentivar as práticas relacionadas com a sustentabilidade económica e ambiental e o turismo responsável. Os Açores foram galardoados pela terceira vez consecutiva com o prémio, resultado da candidatura realizada pela Geoparque Açores em colaboração com a Associação Turismo dos Açores (ATA).

Relativamente ao prémio Quality Coast, a avaliação feita à candidatura elaborada pela Direção Regional dos Assuntos Mar, revela que os Açores corresponderam a 96% dos critérios estabelecidos pela organização, havendo apenas um outro destino no mundo que atingiu esta pontuação em 2016, a Eslovénia. Essa pontuação permite que seja entregue aos Açores a distinção Platina, que reconhece a elevada qualidade dos Açores em temas relacionados como a natureza e paisagem, ambiente e clima, cultura e tradição, bem-estar e hospitalidade, entre outros.

No ano em que as Nações Unidas declararam como “Ano Internacional de Turismo Sustentável para o Desenvolvimento”, estas distinções “vêm reforçar o posicionamento dos Açores como um verdadeiro destino sustentável, distinções essas que orgulhosamente a Turismo dos Açores continuará a associar à promoção do destino”, afirma a ATA em nota de imprensa. Ambas “comprovam o trabalho e dedicação dos Açores em cumprir o seu compromisso em matérias relacionadas com a sustentabilidade como a preservação do ambiente, preservação das zonas costeiras e respeito pelas suas comunidades”, sublinham.