Arouca Geopark: uma viagem de descoberta no espaço e no tempo

Arouca Geopark: uma viagem de descoberta no espaço e no tempo

Numa paisagem rochosa, onde é possível recuar no tempo, conta-se a história de um território que está hoje sob a égide da UNESCO, protegido pela AGA – Associação Geoparque Arouca, criada em 2008 para valorizar e dinamizar todo este património natural e cultural.

Quem quer explorar o Arouca Geopark, que abrange uma área de 328 Km2, tem ao seu dispor uma ampla oferta de turismo de natureza que passa pelos 14 percursos pedestres de pequena rota e um percurso de grande rota, além dos galardoados Passadiços do Paiva, a Rota dos Geossítios com três itinerários distintos, a prática de modalidades desportivas de águas bravas, nove pistas de canyoning, escalada e BTT. Existem ainda sete praias fluviais para se refrescar nas águas da montanha. O turismo cultural e religioso é outro atrativo, com destaque para o Mosteiro de Arouca e o Museu de Arte Sacra, entre muitos outros. Uma vez na região, não deixe de experimentar a gastronomia e os vinhos de Arouca, conhecida pela carne de raça arouquesa e pelos seus pratos típicos como a vitela assada ou o cabrito, acompanhados de vinhos verdes e dos licores Pinguça.

Para o ano, deverá inaugurar a Ponte Pedonal suspensa com 480 m de extensão, a 150 m de altura do rio Paiva.