Airbnb apresenta a “nova normalidade” das viagens em Portugal

Airbnb apresenta a “nova normalidade” das viagens em Portugal

Em pleno processo de desconfinamento e com o verão à vista, os portugueses voltam a pensar em viajar e já começaram a procurar destinos que se adequem à realidade atual. Esta é uma das conclusões da Airbnb, através de dados internos da plataforma que medem o número de pesquisas e visitas à web realizadas para viagens a Portugal entre 16 de fevereiro e 16 de maio de 2019, assim como de atividades da empresa em 2019.

No atual contexto de incerteza, a Airbnb refere que a “nova normalidade” das viagens em Portugal, assenta em: “viagens domésticas” (dentro do mesmo país) ou de “proximidade” (na mesma região), mais “prolongadas” (com a possibilidade de fazer teletrabalho a partir do alojamento) e de “caráter familiar”. Já para a escolha, a plataforma indica que serão fundamentais os atributos de “localização” (proximidade e acessibilidade), a “flexibilidade na reserva” (política de cancelamento), a “privacidade” e as “características do espaço” (piscina, jardim, apto para animais de estimação) e os “padrões de higiene e limpeza”.

Vontade de viajar: O que procuram os portugueses este verão?

Perante a evolução favorável da pandemia, os portugueses já procuram inspiração para viajar, e inclinam-se de forma clara para as viagens domésticas e de duração superior a uma semana:

  • Inspiração:
    • A 10 de maio, o número de vezes que os utilizadores guardaram anúncios de alojamentos na Airbnb em listas de desejos (whislists) aumentou 430% face a meados de março precisamente antes do confinamento.
  • Destinos domésticos:
    • 64% das pesquisas com destino a Portugal a meio de maio, a partir de qualquer parte do mundo, provinha dos próprios portugueses, quando há três meses estes apenas representavam 16%.
    • As visitas a destinos de Portugal realizadas a partir de Portugal alcançaram um máximo dos últimos três meses a 10 de maio, após crescerem 250% face ao mesmo dia do ano anterior.
  • Estadias mais longas:
    • Também nessa data (10 de maio) as visitas a destinos portugueses para estadias de entre uma a quatro semanas alcançaram o máximo do trimestre após multiplicar-se por três em comparação com o mesmo dia do ano anterior.
  • Privacidade e equipamentos para famílias: ar livre, com piscina e admite animais domésticos:
    • O total de pesquisas de casas em Portugal por parte de portugueses com pelo menos um filho multiplicou-se por 2,5 vezes em três meses.
    • As pesquisas totais diárias de alojamentos inteiros estão, a meio de maio, 73% acima das que se realizavam há três meses: Assim, as pesquisas de alojamentos catalogados em Portugal como Casa, Cottage, Villa, Cabin, Bungalow ou Chalet lideram as listas de tipologia de alojamentos.
    • Entre as características mais procuradas pelos portugueses na Airbnb em maio destacam-se as piscinas com 30%, um indicador da importância que os utilizadores da Airbnb atribuem a este equipamento, ou a possibilidade de admitir animais de estimação (18%). Em Portugal, em 2019, 31% dos anúncios descreviam ter uma piscina, 13% asseguravam estar em frente ao mar e 23% tinham jardim.

E para onde querem viajar os portugueses?

Os destinos mais solicitados nas pesquisas a 16 de maio estão nas zonas de: Santarém; Coimbra; Beja; Braga e Setúbal.

Para os meses de verão:

As pesquisas para datas entre 15 de julho e 15 de setembro destacam os seguintes destinos: Algarve, Setúbal e Braga.

A importância do turismo doméstico na Airbnb

Embora o interesse pelas viagens de proximidade este ano resulte diretamente do contexto da pandemia Covid-19, a importância crescente do turismo doméstico já se podia observar no ano passado. Assim, em 2019 na Airbnb:

  • 47% dos portugueses que reservaram alojamento na plataforma escolheu um destino em Portugal. Este grupo, Portugueses que viajam dentro de Portugal com a Airbnb, foi até maior que o dos viajantes oriundos de Espanha, um dos principais mercados internacionais.
  • A nível global, em 2019, as reservas denominadas hiper-locais (num raio de 80 km) em toda a plataforma Airbnb cresceram 56%e o total de noites em viagens domésticas (dentro dos países) representou mais de 50% do total de noites
  • Em conjunto, o turismo doméstico em 2019 em Portugal cresceu a um ritmo quase duas vezes superior (+28%) ao das chegadas totais de viajantes ao país (+16%) com a Airbnb.

Chaves para os anfitriões: descrição do anúncio, trabalho e lazer, limpeza, flexibilidade

Apesar da paralisação dos últimos meses, os anfitriões na Airbnb continuam comprometidos em partilhar as suas casas. Num inquérito recente1, 92% dos anfitriões em todo o mundo responderam que planeiam hospedar com tanta frequência como antes, ou mesmo mais, logo que a pandemia tenha terminado. Tendo em conta o contexto atual:

  • É mais importante do que nunca realizar uma boa descrição do anúncio, destacando atributos como o jardim, a piscina, se dispõe de uma zona para trabalhar ou se é adequado para crianças.
  • Também será importante destacar as rotinas de limpeza: o Novos padrões de limpeza: Airbnb anunciou recentemente um Programa de Limpeza Avançada, a que os anfitriões podem aderir.
  • Face à incerteza da Covid-19, a política de cancelamento é um fator chave no qual muitos utilizadores se fixam antes de se decidir por uma reserva. Em Portugal, quase 50% dos anúncios têm política de cancelamento flexível ou moderada 2 (que permitem o cancelamento gratuito até 14 dias antes da chegada).