Setúbal vai ter cinco novos hotéis

Setúbal vai ter cinco novos hotéis

Até 2022, vão abrir cinco novos hotéis em Setúbal. A informação foi confirmada pela presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, em entrevista à Ambitur.pt. Para já, a autarquia não avança custos nem os nomes dos grupos hoteleiros.

Maria das Dores Meira vê com bons olhos a chegada de mais oferta hoteleira à cidade, que entende ser o resultado de uma intensa aposta em campanhas de promoção turística e em projetos de reabilitação urbana, sobretudo no centro histórico da cidade. Embora, para a responsável da Câmara de Setúbal exista “sempre muito a fazer numa cidade como Setúbal”.

O grupo português Libertas deverá lançar a primeira pedra da construção de uma unidade hoteleira até finais de 2017. O empreendimento irá surgir nos terrenos do antigo Forte de Albarquel, perto de uma praia com o mesmo nome.

Nos últimos três anos, mesmo antes do boom do turismo, a cidade assistiu a várias aberturas de empreendimentos turísticos, refletindo a subida da procura pela região. É o caso do 5 estrelas Hotel Casa Palmela, da RM Guest House, da Rio Art Guest House, do Hostel Day Off e do Hostel De Pedra e Sal. Também a Quinta dos Arcos, um alojamento local no Parque Natural da Arrábida, foi licenciado recentemente. Na mesma zona, abriu a Arrabida Montain Guest House e o Sado Blue City & River, um conjunto de seis unidades de alojamento local situado num edifício no centro da cidade. Já o Hotel da Seleção, antigo Hotel das Manteigadas, abriu após um período de obras de requalificação do espaço.

A par do aumento da oferta de imobiliário turístico, e numa fase mais adiantada, a autarca destaca a requalificação do antigo parque de campismo do Outão, sem adiantar data para a sua conclusão. A Câmara Municipal de Setúbal quer ali criar um Ecoparque de referência internacional e serão muitas as ofertas proporcionadas: bungalows, caravanas, autocaravanas, tendas, restaurante e mercearia.

Para prolongar este estado de graça, está também em andamento um processo de requalificação de todas as praias do concelho, desde Albarquel ao Portinho da Arrábida. A responsável lembra que a gestão das praias estava, até finais de maio, atribuída à Agência Portuguesa de Ambiente e à Administração Portuária.

A autarquia pretende ainda insistir na promoção externa de Setúbal como um destino em franco crescimento, através da participação em feiras do trade, com stand próprio, em parceria com o Turismo do Alentejo. Manterão a mesma insistência na divulgação da gastronomia local – onde o peixe é rei – com a realização de festivais gastronómicos e ações de degustação, em cooperação com a Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, o premiado Mercado Do Livramento e a Docapesca.

Também o enoturismo vai preencher a agenda da cidade, mais precisamente durante o festival vinícola, realizado com o apoio da Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal e do Governo da Estremadura.

Maria das Doures Meira chama ainda a atenção para outros eventos chave de Setúbal, tais como o Fim de Ano Azul, o Festival de Música, a Taça do Mundo de Águas Abertas, a Volta a Portugal em Bicicleta e Feira de Santiago, que terminou no passado dia 6 de agosto, domingo.

Sobre o futuro, a autarca assinala que o principal desafio é “continuar a melhorar e a mudar a percepção que existe sobre Setúbal”, que, garante, “é desde sempre uma cidade de indústrias, com mão de obra qualificada e dotada de excelentes acessibilidades, sejam rodoferroviárias como marítimas”. No entanto, prossegue, a estratégia da Câmara passa, sobretudo, “por trabalhar para ter um melhor concelho para todos os que nele vivem”.