Volta Nacional:“Alojamento local obrigado a ter quotas para arrendamento habitacional”

Volta Nacional:“Alojamento local obrigado a ter quotas para arrendamento habitacional”

Correio da Manhã

“Feira de São Mateus quer 1 milhão de visitas”
Vão ser cinco semanas de animação, concertos, diversões e gastronomia. A Feira de S. Mateus arranca na próxima sexta-feira, e por estes dias dão-se os últimos retoques para que nada falhe naquela que é a mais antiga feira franca viva da Península Ibérica.

Público
“Vai abrir nova loja interativa do turismo”
É a maior do Mundo, alguns arriscam a dizer. A maior da Europa, afirmam com certeza. Comparações à parte, o facto é que a nova loja de turismo que está prestes a abrir no Porto tem uma respeitável área total de 450 m2, distribuídos por cinco espaços onde a interacção tecnológica é usada a favor da promoção turística. Desde sexta-feira, as portas estão abertas em modo soft opening, para que o equipamento seja testado e ajustado até dia 27 de Setembro, Dia Mundial do Turismo, quando se espera que a performance esteja afinada e se possa inaugurar esta nova loja do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP). Chama-se Porto Welcome Center e quer ser um centro internacional de boas vindas a turistas e o posto de informação e apoio dos locais. Mas não só. Esta loja é uma autêntica experiência interactiva de turismo.

“AHRESP defende que agentes peçam indemnização pela suspensão dos sistemas de faturação”
O secretário-geral da Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) aconselhou esta terça-feira os agentes económicos que vão ser afetados pela anulação de dois programas de faturação a pedirem indemnizações às empresas responsáveis. O executivo anunciou na segunda-feira a anulação dos certificados de dois programas de faturação, uma vez que estes permitem ao utilizador eliminar registos de vendas e prestações de serviços, estando a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) a investigar outros aplicações informáticas. Em causa estão aplicações “CR Mais” e “WinPlus” produzidas pelo Grupo PIE Portugal.

Jornal i
“Vinhos. Lisboa vê crescer vinha junto ao aeroporto”
À saída as segunda circular, quase a entrar numa via com os aceleras a serem controlados por radares e com aviões a passar já tão próximos do chão que quase obrigam a um movimento automático de baixar a cabeça, espera-se tudo menos ver um cartaz a indicar qe “aqui está a nascer uma vinha”. Mas a verdade é que estão mesmo a nascer dois hectares de vinha junto à Avenida Marechal Gomes da Costa e à Rotunda do Relógio, naquele que é o primeiro parque vinicola de Lisboa.

Negócios
“Alojamento local obrigado a ter quotas para arrendamento habitacional”
Os proprietários de imóveis com vários apartamentos destinados a turistas deverão passar a ser obrigados a disponibilizar, complementarmente, “alojamento em arrendamento de longa duração na mesma área urbana e em proporção a definir”. Na prática trata-se de impor uma quota: a partir de um determinado número de imóveis, uma percentagem terá de ir para o mercado destinado aos habitantes locais. A medida terá ainda de ser afinada, mas reuniu já o consenso dentro do grupo de trabalho das Políticas de Habitação, Crédito Imobiliário e Tributação do Património Imobiliário, constituído no Parlamento entre o Governo, o PS e o BE.

Diário de Notícias
“Quero fazer do CCB uma Cidade Aberta, como imaginou Vittorio Gregotti”
Falar nisso “pode dar azar” mas talvez os módulos que faltam para completar o projeto inicial estejam mais próximos de ser uma realidade. Para já, ficamos a saber: ópera e cinema-espetáculo vão chegar a Belém. Em entrevista ao DN, Elísio Summavielle, presidente do CCB, afirma que, “em 2017, que Lisboa vai ser Capital Ibero-Americana da Cultura, estamos a trabalhar em projetos que possam mobilizar o município e o CCB, em pequenas iniciativas ou produções que podemos acolher.

Jornal de Notícias
“Agarrar turistas com tecnologia e produtos de topo”
Quase cinco anos depois da data prevista para conclusão da obra, está pronto o Welcome Center das Cardosas.

“Saem cedo da cama para ter lugar na praia”
Banhistas de Armação de Pêra dizem que há menos espaço na areia e por isso deixam chapéus de sol e toalhas ao nascer do sol.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Nacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.