Unicâmbio lança “Cash4travel”

Categoria Home

A Unicâmbio lançará, amanhã, em Portugal, o primeiro cartão Pré-pago multidivisas com a marca MasterCard, que possibilitará ter quatro diferentes moedas num único cartão: o Dólar, o Euro, a Libra e o Real. O objectivo é tornar os levantamentos e o pagamento de serviços no estrangeiro mais cómodo e seguro.& “Este cartão vem dar resposta a uma preocupação dos clientes. Hoje em dia, as pessoas têm medo de andar com dinheiro no bolso e receiam que o seu cartão seja clonado. Com este cartão esse risco é menor, porque só corremos o risco do saldo que temos no cartão”, afirmou Paulo Jerónimo, administrador da Unicâmbio, durante a apresentação do novo cartão à imprensa, que decorreu esta manhã, no Hotel Altis Avenida, em Lisboa. Para o responsável, a “principal vantagem deste cartão”, que “se distingue de tudo aquilo que há no mercado português”, é que no mesmo cartão tem quatro moedas, mas não apenas. O “Cash4travel”, direccionado principalmente para turismo, empresas e compras online, é mais seguro que qualquer cartão de débito ou crédito e pode ser carregado em qualquer sítio, bastando para isso ter ligação à internet e aceder o site da Unicâmbio. “Uma outra grande vantagem é em termos cambiais, porque nós com os cartões actuais, quando vamos viajar e fazemos uma compra ou um levantamento, nunca sabemos qual é o câmbio que nos vão cobrar. Este cartão permite-nos controlar os custos, porque quando vai fazer uma compra em Inglaterra já sabe quanto é que pagou as libras em Portugal, porque quando carregou o cartão em libras pagou um determinado valor”, acrescenta Paulo Jerónimo. Com um custo de dez euros, o “Cash4travel” não tem qualquer anuidade ou mensalidade. O cliente paga apenas uma comissão de 2% por cada carregamento que, de acordo com o responsável, não poderá exceder os 2500 euros. O cartão, que deverá estar disponível no inicio do mês de Junho, a tempo de ser utilizado no Mundial de Futebol, no Brasil, começará por estar à venda no Aeroporto, seguindo depois para os balcões da Unicâmbio na Praça da Figueira, Colombo e Amadora. Segundo Paulo Jerónimo, para as empresas, “em termos de gestão de tesouraria e controlo de custos, o cartão vai ser muito eficiente”. No futuro, a ideia é alargar o cartão a outras divisas também com grande procura. Por agora, e até ao fim do ano, a Unicâmbio pretende ter no mercado cerca de 20 mil cartões. No período do Mundial, a meta é chegar aos cinco mil.&&&&Por Raquel Pedrosa Loureiro